segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Palas Athena - Eu escolho Amar com o Seu Eterno Amor


Que minhas palavras sejam suaves como as pétalas de uma rosa e firmes como seu caule, cujos espinhos servem para proteger a integridade e sutileza de sua beleza. Eu sou Palas Athena, a guardiã de vosso processo de ascensão interior e aliada em vossa jornada que, vista de minha perspectiva, é de pura luz e progresso, por mais que vosso ego, que automaticamente avalia a vida pelo perceber do externo, tente imprimir em vossas mentes uma ideia contrária.

Sou Athena, embaixadora da Verdade, da Cura, do Equilíbrio e da Harmonia e a luz Dele em mim faz com que as energias contrárias à essência de sua expressão em meu ser se desfaçam instantaneamente. Sendo assim, eu revisto vossos corações de luz e amor, e quando entregarem seus sentidos à leitura de minhas palavras, quem Eu Sou intimamente se conectará a quem Vocês São e seremos Um em intenções, em vibrações.

Porque eu convosco estou em cada nascer e pôr-do-Sol, ainda que seus olhos não me vejam, suas mãos não me toquem e nem ouçam a minha voz. Entretanto, saibam que meu amor convosco habita, porque amo com um amor que não é meu somente, mas Dele. Pois um dia, vivi com o meu amor, com minhas próprias obras, minhas escolhas individuais. Fui no ego, assim como vocês agora são, embora ainda cultivem em vosso interior a essência primordial e eterna de quem vocês são para sempre.

E quando eu vivi por minhas escolhas, ora era feliz, ora não. E assim como todos vocês eu plantava e do fruto de minha semente comia. Nem sempre eles eram bons, tenros, doces, saborosos. Às vezes, assim como vocês hoje, eu comia frutos amargos ou sem sabor, cujas reações ao degustá-los eram de desgosto, frustração, tristeza. Nem sempre minhas emoções humanas respondiam aos acontecimentos com sorrisos, também respondiam com lágrimas.

Eu senti as vossas dores e experimentei de vossos conflitos, embora eu vivesse num mundo que era muito distinto do que hoje se observa em solo terreno. Mas a beleza era a mesma, os sonhos não eram por demais diferentes, o anseio do homem (no ego) é bem semelhante em todas as eras, quer-se a felicidade, a realização pessoal e amorosa. Quer-se viver bem com saúde, paz, harmonia e ter uma posteridade positiva e abundante. Mas, tudo isso, vocês sabem, depende de boas escolhas e uma vibração pautada no Bem.

Porém, estando no ego, o ser é tão volúvel e inconstante em seu sentir! E embora isso seja natural da espécie humana, pode ser perigoso, quando não educado. E essa é a vossa missão, não mudar a vossa natureza humana, apenas ponderá-la. Tornando-se, não senhores de vossas emoções, porque isso pode soar como algo dominador, mas sim, amigos, amparadores, guias de si mesmos. Assim como eu sou da humanidade, sugiro-vos que sejam de si, todos os dias.

Antes de se culparem por qualquer coisa, compreendam vossas fraquezas e os fatos e sensações que os levaram a tal experiência, tida pelo ego como “erro”. E não considero isso ruim, embora de minha perspectiva eu saiba que o erro não existe. Contudo, vocês, encontram funcionalidade em encarar certas coisas como erros, porque aprendem, a partir deles, a fazerem novas escolhas, cujos resultados serão outros.

Percebem, queridos? Basta que tenham uma visão mais positiva e amorosa de si mesmos. Ao tropeçarem e se machucarem no caminho da vida, entendam que já estão doloridos o bastante pela queda e tudo o que menos precisam é de impor mais dor sobre si mesmos. Por isso, quando se machucarem, levantem-se com amor, paciência, compreensão.

Não poderão evitar o que chamam de erros, que na verdade são acertos previamente construídos. Não poderão deixar de vacilar enquanto forem humanos e tiverem uma personalidade humana. Não a desprezem, pois é ela quem oferece ao vosso espírito a oportunidade de viver na Terra com uma identidade ímpar. Tudo o que Deus cria é perfeito e tem sua funcionalidade. Cair, tropeçar, se equivocar, se iludir, tudo isso, compõe o caminho do homem sobre o orbe azul.

Agora, o que torna a vida realmente satisfatória não é a ausência dessas cosias, amados, mas sim, os frutos que produzirão a partir delas, bem como a forma que lidarão com os fatos da vida. Chorar e rir faz parte do caminhar, se aborrecer ou se alegrar também, não desprezem isso pensando que para serem divinos precisam deixar de sentir emoções humanas, pois nada é mais divino para vocês agora do que serem humanos, assim como são neste momento. Porque o que vocês são agora é fruto de tudo o que viveram, é o resultado perfeito de toda vibração que emitiram desde o princípio que nunca houve, digo 'princípio' meramente para ilustrar.

Vocês são o produto de todo empenho do espírito até aqui. E mesmo que não correspondam às expectativas de vossa mente humana, acalmem-se, chegaram onde tinham que chegar. Ainda vão progredir muito mais, isso é inevitável. E se crescer em expansão é algo que ninguém pode evitar, pra que a desmedida cobrança? Por que anseiam por bater tantas metas? Será que querem, com elas, satisfazer o vosso espírito ou vossas insatisfações?

Porque somente o ser insatisfeito precisa alcançar algo para se sentir compensado emocionalmente. O satisfeito já está onde precisa estar, pois abraçou a satisfação de ser si mesmo como é, onde está e como está. E não é isso o que querem tanto? Serem satisfeitos, no final das contas?

Vos compreendo tanto, queridos filhos de Deus! Pois vivi as mesmas paixões que vocês. E só me saciei quando me alimentei do Amor do Criador, pois ele brotava de mim, para mim. E quando transbordava em mim eu o tinha ricamente para oferecer ao mundo, a todos, a tudo. E quando eu não estava transbordante, eu me recolhia, me mantinha sozinha comigo mesma e me dava esse amor, me preenchia, assim como um pai ou uma mãe coloca seu filho no colo para consolá-lo e dizê-lo o quanto ele é amado, querido, importante.

E digo-vos, este deve ser o vosso único discurso aos vossos filhos e seres amados, digam-nos o quanto são importantes, pois os laços do Bem se alimentam de amor. Não os critiquem, não os julguem, não os condenem por nada, pois vocês são passivos dos mesmos percalços e enganos. Portanto escolham dar o Bem, porque assim como são suscetíveis ao mal que lançam sobre o outro ou alimentam acerca dele, são também do Bem, por isso escolham dar o Bem. Ao fazerem isso o derramarão sobre vossas cabeças.

E em momentos de tristeza, de desconexão, que vossa oração seja a do amor. Eu dirijo-me em espírito ao altar de Deus em mim mesma e faço de minhas palavras e intenções uma oração Àquele que me deu vida, pois a Vida Dele em mim Vive para sempre. Amem-se, filhos de Deus, filhos humanos do Criador. E se o vosso coração se encontra atribulado, se vossas emoções andam abatidas, Eu Sou a vossa Cura em si próprios e estendo-vos a minha mão. E onde ela puder alcançar, abençoarei, pois eu vos Curo com a Cura que Pertence a Ele e Ele vive em vocês, assim como habita eternamente em mim.

Sublimemente, estendo-vos a cura, sublimemente vos amparo, porque são meus, não meus de posse, mas meus de amor, porque é meu o amor com o qual vos amo. Ele me pertence e plena me torna, eternamente. Assim caminhando, que seus passos sigam numa trilha de flores comigo, até o altar de vosso coração, onde os curarei, amados.

E digam estas palavras:

Eu abraço tudo que sou em perfeito amor. Abraço quem sou, o que sinto, o que percebo. Abraço minha compreensão e minha incompreensão também. Abraço minha maturidade e minha imaturidade. Minha força e fraquezas. E dispo-me do orgulho para confessar abertamente que preciso de Amor, mais do que meu corpo precisa do oxigênio ou do alimento físico. Porque eu sou feito do puro amor, nada em mim predomina mais. Embora minhas fraquezas e fragilidades humanas por vezes se sobressaiam, eu continuo sendo amado por Aquele que me criou e em seu Bem descanso o meu coração, meus sentidos, minha vida, tudo o que sou. 

O Seu Amor me ama, me completa, me preenche, me cura, me satisfaz ricamente. Que seu amor sublime e excelso transborde hoje em mim como um rio, cujas águas são alimentadas por fartas correntezas. Nessas correntezas o Seu Amor Eterno flui a mim e eu Nele estou satisfeito, pois Ele é tudo o que eu preciso agora e eternamente. Em mim ele transborda. Eu escolho me amar com o Seu Amor, eu escolho amar o outro com o Seu Amor, pois só quando escolho o seu Amor, sou amado e posso justamente Amar. 
Que assim seja!

Palas Athena através de Vinícius Francis 

Se você se encontra desmotivado, com a vibração baixa e necessita se positivar, elevar sua frequência para um estado mais positivo e confortável, conheça a meditação guiada com os Elohim, uma ferramenta de limpeza e positivação de energia que pode te ajudar muito. Clique na imagem e saiba mais.

4 comentários:

  1. Lindas e verdadeiras palavras que servem de alento e de alerta para revermos nossas atitudes. Oração maravilhosa.

    ResponderExcluir
  2. Abençoado trabalho este que nos traz palavras alentadoras e carregadas de amor e verdade!
    Obrigado, Vinicius! Gratidão eterna, Athena!!!

    ResponderExcluir
  3. Palas Athena, grande irmã!

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.