terça-feira, 16 de julho de 2019

Tarô Vibracional - As energias da semana - 26


Carta da semana - Arquétipo da Âncora - Carta 01 - Emersão - Elemento terra - Polaridade Yang

    Ultimamente, as leituras com o tarô para a semana têm sido feitas às terças, porque tenho resolvido muitas coisas em minha vida pessoal que estão me exigindo muito tempo e dedicação. No entanto, espero em breve retornar com as leituras às segundas. 
Bom, a energia que nos auxilia nesta semana é a da Âncora. Carta de emersão e representada pela força da terra, ela nos traz a firmeza e sustentação nos processos da vida. 

    Ela é responsável por firmar o barco para que este não seja levado pela maré. Assim também somos nós em nosso dia a dia. Quantas coisas sopram de um lado para o outro e acabam tentando nos arrastar com elas, né? Viver na Terra é isso, é lidar com marés, ventos, tempestades, calmaria. Aqui é um pacote de tudo. 

domingo, 14 de julho de 2019

Resgate seu Poder Pessoal - 06 - Co-criação da realidade


    Hoje completamos seis aulas em nossa série sobre Poder Pessoal. Confesso que não planejei, nem imaginava que essa série seria tão linda e rica! 
E agora, com mais esse podcast sobre co-criação da realidade, aplicação o poder pessoal e o poder da atitude na construção de nossos sonhos e transformação de mentalidade e crença. Está excelente e vale a pena ouvir várias vezes. 
Acesse clicando AQUI

Créditos:
Edição de vídeo - Caio Benedito 

Luz e Benção!
Vinícius Francis :-) 

sexta-feira, 12 de julho de 2019

Quando é hora de apertar o "play" ou o "stop"?


Texto publicado em 02\05\2016

Eu quero iniciar a semana com uma conversa bem cotidiana com você. Neste mês de maio faremos o mês da cura, no qual todo conteúdo passado aqui terá como objetivo exatamente a cura, de nossas emoções, pensamentos, crenças, vida. Cura interior é uma das coisas que mais precisamos. Acredito que todos os problemas da vida humana se resolvem com cura interior. 

A partir do momento em que compreendemos os processos vida e como os mesmos se desenrolam através de nossas contribuições comportamentais, emocionais, etc, podemos atuar onde realmente é preciso, ou seja, em nossa consciência.

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Série - Os "demônios" anti prosperidade - 02


    Seguindo nossa conversa sobre os "demônios anti prosperidade", vamos falar hoje da cobrança.
Um mal que afeta a maioria das pessoas, infelizmente! Vivemos num mundo de metas, objetivos e também de comparações. Sempre há os famosos modelos ideal, em todos os sentidos, que a sociedade de certa forma estabelece. E o pior, não é fato dela criar tais modelos, mas a gente entrar neles. E às vezes, esses modelos de ideal partem de nós mesmos, a partir da comparação.

    E quando entramos nesses padrões começamos a nos cobrar para atingi-los. Mas eu quero focar em algo que está por trás dessa cobrança e que de fato é o que nos move a ela. Eu me cobro porque acho que deveria ser ou ter alguma coisa para ser bom o suficiente pra mim. Ou de repente, pra alguém lá fora. Esta é a crença, de que não sou bom o bastante do jeito que sou e com o que tenho. 

terça-feira, 9 de julho de 2019

Tarô Vibracional - As energias da semana - 25


    Este é um arquétipo que possui muitas características e nos traz muitas mensagens. Regido pelo elemento fogo e a energia do Yang, o pincel é intensidade, poder e força de expressão da essência. Retirar esta carta como leitura das energias de nossa semana abre janelas de muitas possibilidades. Aquele que segura o pincel tem o dom da arte e o poder de expressar sua criatividade através das mais lindas criações. 

    Porém, da mesma forma como um pintor nada pode realizar sem um pincel, um co-criador não pode expressar seu poder sem um dos elementos que o pincel representa, que é alegria. Alegria é não somente o pincel, como também a intensidade das cores que podem ser usadas por ele para pintar os mais lindos cenários e paisagens. Se você quer criar uma realidade favorável, repleta de realizações e coisas boas, precisa abraçar a alegria como âncora de seu poder. Sem alegria, nada se faz em todo o Universo.

domingo, 7 de julho de 2019

Resgate seu Poder Pessoal - 05 - Atitude


   Encerramos a nossa série linda sobre Poder Pessoal com esse vídeo com o tema "Atitude". Nele, vamos falar sobre Atitude Interna e Atitude Externa. Compreender e principalmente colocar em prática o poder da atitude faz com que experimentemos significativa mudança em nossa vida. VOCÊ É O QUE VESTE E ACREDITA.

Acompanhe clicando AQUI

Créditos:
Edição de vídeo - Caio Benedito

Luz e Benção!
Vinícius Francis :-) 

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Série - Os "demônios" anti prosperidade - 01


    Inspirada por Márcia Diniz, vou começar uma série de pílulas que eu nomeei de "demônios anti prosperidade". E hoje vamos começar falando do demoninho "culpa". Esse sensação opressora que sempre nos sentencia negativamente, sempre nos coloca como errados. 

    De onde vem a culpa? Da ideia de que eu deveria ter feito algo diferente do que fiz. A culpa é a não aceitação da condição na qual me encontro no momento em que faço as escolhas que faço e reajo da maneira como reajo, perante situações na vida. 

    Quando eu me culpo, ponho-me como réu das minhas pretensões arrogantes. Se eu me culpo, é porque eu esperava de mim em determinada situação alguma coisa que eu não tinha pra dar. É maligno e não me faz avançar. Pelo contrário, paraliza minhas energias. E o resultado disso é que eu acabo fazendo a mesma coisa, novamente. Engraçado, né? Pois é, mas tudo aquilo pelo que você se culpa, tende a fazer de novo. 

quinta-feira, 4 de julho de 2019

O sofrimento de resistir às mudanças



Texto publicado em 02\07\2019

Por mais que o sofrimento acabe sendo um grande estímulo à evolução e progresso dos Seres do Universo, a proposta do Criador sempre será a expansão através do Amor. O atrito gerado pelo sofrimento é necessário quando a ignorância reveste a consciência do Ser como uma espécie de película, não permitindo que ele assimile as coisas por inteligência. Então, neste caso, o único jeito de conduzir esse espírito no caminho evolutivo é através do estímulo gerado pela própria experiência e os naturais desafios que se revelam dentro dela.

quarta-feira, 3 de julho de 2019

A proteção espiritual depende do que você emana


    Uma das coisas que as pessoas mais pedem é proteção espiritual. Existe um medo muito grande encrostado de que algo ruim pode acontecer a qualquer momento, seja um assalto, acidente, ou mesmo o medo das forças negativas do outro lado, magia negra, etc. No entanto, as pessoas não conseguem entender ainda que tudo é frequência e que elas são as responsáveis pelos fatos que lhes ocorrem. 

    Então, começam a pedir proteção para entidades superiores achando que apenas isso vai bastar. Só que não vai. Se eu tenho livre arbítrio e um campo que emite e cria a minha realidade, qual o sentido de pensar que algum Ser fora de mim e do meu campo tem o poder de impedir a manifestação daquilo que eu mesmo crio? Tem lógica? Não tem. Mesmo assim, as pessoas continuam sustentando esse tipo de crença, até mesmo como forma de se sentirem protegidas e não expostas. Até porque, assumir que estou exposto e que tudo depende primeiramente de mim é para os fortes, né?

terça-feira, 2 de julho de 2019

Você pode escolher não se importar


    Escolha não se importar. Essa frase dos Elohim surgiu hoje em minha mente. Aliás, ela sempre surge, principalmente em momentos onde preciso aplicá-la. O quanto certas situações nos afetam ou pessoas vai da importância que as oferecemos. A importância é o canal do poder. Tudo aquilo que recebe minha importância, recebe meu poder. Porque se eu me importo, dou crédito, valor àquilo.

    Pois bem, sei que tem coisas na vida que são difíceis de ignorar, muito mais do que outras. Ainda mais quando há um convívio nosso com elas ou quando ferem nossos valores mais íntimos. Vai ser complicado o exercício de tirar a importância, porque posso muitas vezes reagir negativamente pelo fato de estar inconscientemente me defendendo. E acabo acionando emoções como raiva, por exemplo, como meio de tentar me proteger de algo que querendo ou não, me agride em algum nível do meu Ser.

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Tarô Vibracional - As energias da semana - 24


Carta da semana - Arquétipo do Condor - Carta 23 - Emersão - Elemento Ar - Polaridade Yin

    Hoje, o Condor nos visitou novamente, remetendo-nos à visão ampla das coisas, da vida. Será uma semana de emersão, é momento de trazer pra fora habilidades ocultas que nos auxiliem numa leitura abrangente e mais certeira da vida. O fluxo do que é bom se potencializa a partir da energia do condor. 

    Porém, nesta semana, ele vem nos estimula ao seu mergulho profundo. O Condor é tanto um arquétipo que nos exercita a voar alto e enxergar além de tudo, quanto nos direciona às nossas partes internas, ao mergulho na alma. Fica óbvio que, a partir do momento em que mudo a minha percepção das situações que me cercam e até de mim mesmo, eu me sinto motivado a me conhecer e me conectar com meu universo interior. 

domingo, 30 de junho de 2019

Resgate seu Poder Pessoal - 04 - Carência e dependência afetiva - Parte 02


    Hoje, concluímos a parte 04 do nosso estudo "Resgate seu Poder Pessoal", com o assunto apego. 
É muita gente que precisa não só compreender isso, como também aprender a trabalhar o desapego em benefício próprio. Pois só nos resgatamos e a nosso poder plenamente quando nos desprendemos dos outros. Quando nos desapegamos do externo nos seguramos em nós e nos voltamos ao nosso Poder. 
Acompanhe clicando AQUI

Créditos:
Caio Benedito (Edição de Vídeo)

Luz e Benção!
Vinícius Francis :-) 

sexta-feira, 28 de junho de 2019

O Novo é só pra quem tem fé e coragem


    Os últimos dias têm sido momentos de grande aprendizado em minha vida. E como sempre, eu tiro lição de tudo e passo pra vocês. Os desafios que se apresentam, bem como o transcender a eles, geram em nós tesouros de expansão e aprendizado. E novamente, lembrei-me da história de Moisés, e que carrega um ensinamento extremamente contemporâneo. Muitas pessoas se sentem presas a uma realidade indesejada e sonham com o novo, com o momento em que finalmente vão experimentar uma vida diferente. 

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Transformação pessoal e a relação com a família


Texto publicado em 08 de Fevereiro de 2015

"E chegaram sua mãe e seus irmãos, e ficando da parte de fora, o mandaram chamar. — Estava sentado à roda de um crescido número de gente, e lhe disseram: Olha que tua mãe e teus irmãos te buscam aí fora.— E Jesus respondeu, dizendo: Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos? — E olhando para os que estavam sentados à roda de si: Eis aqui, lhes disse, minha mãe e meus irmãos. Porque o que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, e minha irmã e minha mãe." (Marcos, III: 20-21 e 31-35 – Mateus, XII: 46-50).

Esta passagem da vida de Jesus relatada nos evangelhos reflete bem a realidade de muitas pessoas que estão pautando suas vidas nos caminhos da luz. É delicado quando decidimos mudar nosso viver e vibração convivendo com pessoas diferentes demais dessa mudança. O novo sempre traz desafios e nesse caso, eu sei que eles podem ser difíceis.

Eu resolvi escrever este texto porque tenho muitos amigos que passam por isso, que enfrentam situações delicadas por causa do convívio familiar. De certa forma também lido com isso. E eu bem sei que essa é uma situação chata. Jesus disse claramente nas palavras desses versículos que a família dele eram aqueles que faziam a vontade de seu Pai, em outras palavras, aqueles que assumiram o Reino de Deus em seu viver, verdadeiramente, assim como ele.

E isso traz sim, consequências, umas muito boas e outras, desagradáveis. Porque não tem como a gente caminhar em conformidade com o Reino de Deus e continuar sendo a mesma pessoa que foi treinada à corresponder à sociedade, vivendo dentro dos ditos "padrões". Nós mudamos as nossas crenças, as nossas ideias sobre a vida, mudamos as nossas atitudes e comportamentos. Definitivamente, não somos mais as mesmas pessoas de antes.

Quando esse tipo de transformação ocorre com um individuo no meio de uma família, você imagina o que acontece! A interação harmônica com os demais finda muitas vezes, porque ela é decorrente da semelhança. Quando não falamos mais a mesma língua das pessoas de nosso convívio familiar tendemos naturalmente a não ter mais assunto a tratar com elas, então, acabamos nos afastando. E muitos se culpam por isso. Eu quero te orientar a não se sentir assim. Não é sua culpa o fato de agora você ser taxado por sua família como o antipático, anti social, esquisito, estranho.

É natural, visto que você mudou! As mesmas conversas não te interessam mais. Os mesmos problemas, o mesmo contexto, nada é mais o mesmo pra você. Porque quem anda na luz descobre uma vida nova de aprendizado e crescimento. A gente passa a querer outras coisas e viver de forma muito diferente, se conhecendo mais, se interessando pelo nosso próprio mundo e passando a dar mais atenção à pessoa que somos. E automaticamente, nos interessaremos pelas companhias humanas que pensam da mesma forma que nós passamos a pensar, que estão no mesmo caminho. Não que você vá deixar de amar seus familiares, mas inevitavelmente sua relação com eles vai mudar e é preciso que aceite isso.

No entanto, tal transformação implica, infelizmente, em muitos conflitos no lar e eles podem ser dolorosos. Por mais que entendamos que nós mudamos e que é parte dessa mudança nos afastarmos para andar com os que estão no mesmo caminho, os nossos familiares podem não compreender ou aceitar isso. Daí nascem as desavenças e aquelas situações chatas e desgastantes dentro do lar, os outros tentando forçar você a continuar sendo como eles são. E quando não conseguem, te lançam acusações, te perseguem, enchem o saco, falam mal de você. Essa semana mesmo isso aconteceu comigo. Fui chamado de “retardado” por uma prima, claro que ela não disse isso na minha frente, porque geralmente esse tipo de pessoa é covarde demais pra isso. Mas me contaram que ela havia dito isso de mim. E tudo por quê? Porque eu não me misturo mais, porque o contexto familiar onde nasci já não me interessa nem um pouco.

Na verdade nunca me interessou, eu que fazia tipo pra agradar o mundo, porque a gente é ensinado que tem que ser lindinho para os outros aplaudirem, né? Mas lá no fundo, eu nunca quis estar no meio deles. Não porque eles sejam pessoas ruins, não é nada disso. Eu é que sempre fui diferente. E até aceitar que eu era diferente, sofri e me forcei, como todos nós infelizmente fazemos.

Por isso, o que você precisa fazer pra melhorar a sua situação é aceitar que você mudou e procurar abraçar toda essa mudança juntamente com toda novidade que ela lhe trouxer. É mais fácil do que ficar tentando fazer as pessoas entenderem quem você é agora. Ninguém precisa te entender, tampouco te aceitar. Esse trabalho é seu. E se sua família não sabe lidar com a nova pessoa que você se tornou, azar é o deles. Daí pra frente é outra história, você vai viver na sua e eles, na deles. E se mesmo estabelecendo limites, a situação continuar insustentável no convívio dentro da mesma casa, por exemplo, aí é melhor você se empenhar em sair do contexto. De repente, morar sozinho, se afastar definitivamente. Procurar a sua liberdade e total independência.

Existe outra passagem na vida de Jesus, relatada também dos evangelhos bíblicos onde novamente ele fala sobre essa relação familiar após a pessoa passar a viver na luz, que é a seguinte: Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra; E assim os inimigos do homem serão os seus familiares.
Mateus 10:34-36

Percebeu? Ninguém vai mudar porque você mudou, ninguém vai compreender a sua mudança de vida só porque você espera ou gostaria. Você precisa compreender e aceitar essa realidade e viver em paz com suas escolhas. Você agora é diferente, então cabe a você fazer a diferença na própria vida. Você certamente vai continuar tendo o mesmo carinho e respeito de sempre para com eles. No entanto, agora é preciso manter uma distância segura, porque as diferenças vibracionais inevitavelmente vão exigir isso. E antes que a situação se torne insuportável, é melhor parar de resistir e mudar.

Abrace seu mundo, ame quem você se tornou. Esteja em paz com quem você é agora e caminhe com pessoas que despertem o seu melhor. Se essas pessoas não são mais as da sua família, então, pare de andar com elas, procure outra família com a qual você possa ser quem é sem repressões e julgamentos. A nossa família agora é composta por aqueles que estão no mesmo caminho que nós. E enquanto você não aceitar isso, infelizmente vai sofrer. Desapegue-se dos outros e apegue-se completamente a si mesmo. Você não tem que ser como ninguém quer e nem se comportar como todos esperam. Se você se iluminou e agora tem a maravilhosa oportunidade de ser quem verdadeiramente é em total e incondicional liberdade, não jogue isso fora para continuar agindo daquela mesma maneira. Nos velhos, vaidosos e arcaicos padrões que não fazem ninguém feliz.  

Viva o seu caminho, o seu mundo, a sua essência do jeito que é. E quem te amar de verdade vai aceitar suas mudanças e vai aprender a gostar delas. Ou pelo menos respeitar. Todavia, quem não aceitar e não souber amar incondicionalmente, que esteja à vontade em se retirar da nossa vida, porque não precisamos mais viver em falsidade, conformismo ou conveniências, visto que agora somos verdadeiros, somos de fato diferentes, somos da luz.

Seja Feliz!
Vinícius Francis 

Para viver essa nova vida precisamos nos alimentar do Bem que nos fortalece e nos projeta para o nosso melhor interior, pois é ele que sustenta o nosso caminhar. Por isso, eu quero sugerir a você os nossos cursos e trabalhos elaborados a partir de todo ensinamento recebido dos meus guias espirituais para ajudar no seu crescimento. Clique neste link e conheça os materiais que temos para te auxiliar e seu processo de caminhar em novidade de vida. 

quarta-feira, 26 de junho de 2019

Eu sou responsável pela minha Paz



    Paz é estar no Bem, confiante e seguramente. Tem gente que confunde estar em paz com se conformar com as coisas e sustentar um estado de morbidez. Na Paz verdadeira existe ação, movimento, muita energia positiva. Na Paz somos assertivos e dinâmicos. Porque estando emocionalmente calmos e estabilizados no Bem, produzimos mais, agimos mais, somos mais fortes. A Paz nos permite desbloquear nossa sensibilidade, nossos sentidos mais profundos e as potencialidades de nosso Eu Maior, proporcionando-nos uma melhor versão de nós mesmos.