terça-feira, 18 de setembro de 2018

Alinhamento vibracional e os espinhos na carne

    

    Nesses dias, nos quais temos conversado sobre alinhamento e positividade, tenho recebido muitas inspirações. Acredito que, muita gente vê meus vídeos, acompanha nosso conteúdo aqui e lança suas questões ao Universo. Ele capta essas emanações e envia pra mim em forma de inspiração, assim, eu acabo orientando a muitos de uma vez. Nem todo mundo me escreve compartilhando suas experiências. E me surgiu um assunto dentro do tema, que vou passar a vocês agora. 
    
    Em certa passagem da vida do apóstolo Paulo, ele disse que tinha de suportar um "espinho na carne", em sua caminhada com Cristo. Mas, o que ele queria dizer com isso? Obviamente, o fiel discípulo de Jesus usou o sentido figurado da coisa. Paulo certamente tinha que lidar com alguma situação dentro de si mesmo ou em sua vida que lhe era tão incômoda quanto um espinho na carne.

    Se você já passou por isso, sabe o quanto é incômodo caminhar com um espinho cravado em seu pé, né? Da mesma forma, também é ruim trilharmos o caminho da vida tendo que surportar determinadas situações que nos machucam emocionalmente ou mesmo, desafiam-nos constantemente. Só que, ousadamente, eu vou dizer que todo mundo tem algum tipo de espinho na carne durante grande parte da vida ou em determinados momentos dela. Não há como estar isento disso. 

    Sempre tem uma situação, pessoa, relação ou desafio que nos aporrinha de alguma maneira e que, vez ou outra, torna-se nossa pedra de tropeço no trabalho de nos mantermos felizes, alinhados, fortes e confiantes no melhor. E eu te pergunto: Qual é o seu espinho ou quais são eles? É sua relação amorosa? Sua família? Sua situação financeira? Uma doença? Seja o que for, eu tenho certeza de que isso te machuca, em alguns momentos. E pode te levar até mesmo em questionamentos do tipo - Será que vou conseguir superar isso? Será que tem solução?

    Mas, o que eu quero trazer a você aqui não é a solução imediata, digo, simplesmente tirar o espinho. Eu quero te ensinar a entendê-lo melhor, a lidar com ele, antes de removê-lo. Há "espinhos" que estão cravados na superfície, ou seja, basta puxá-los e tudo certo. Fim do tormento. Mas há outros que entranham, vão fundo e não são fáceis de tirar. Contudo, diferente de um espinho literal, os tormentos da alma vêm pra nos ensinar algo e nos amadurecer. E assim como os literais, espinhos na alma precisam ser tratados para não criarem mais dores e piorar a situação. 

    O espinho revela uma fragilidade em nós 

    Sim, você não leu errado, onde dói é onde somos frágeis. Do mesmo modo como Paulo conta que não pedia a Deus para lhe tirar seu espinho, nós também não devemos fazer isso. Primeiro, porque Deus não vai tirar mesmo rsrs... Segundo, se o espinho está aí, é porque a dor tem sido um meio de sinalizar em você uma fragilidade. A vida bate em nós onde mais é frágil. Porque a vida tem como mecanismo nos mover em direção ao melhor, sempre. Isto é, evolução constante. Aquilo que está fraco evolui com dificuldade, então, ela estimula para que o quadro mude e a fraqueza, transforme-se em força. 

    Por que essa situação te machuca tanto? Porque você dá importância pra ela, exagerada importância. Por que essa relação te tira do prumo? Porque, de repente, você se apegou, condicionou-se a ela, de modo que, enquanto ela não estiver harmoniosa, você não poderá ficar bem. Ou quem sabe, você só fica bem quando as coisas estão bem... E aí, você caiu no precipício da desgraceira falta de posse. Quando nosso bem-estar depende de algo que não seja a nossa escolha por ele, pimba... Estamos sem posse de nós. Traduzindo, vamos nos lascar!
    
    Mais uma reflexão - Se for sua vida financeira o seu espinho, pense: Se você está sempre no vermelho é porque não sabe gerir sua vida financeira. Claro que temos momentos de baixa e de alta. Economicamente falando, isso é normal. É comum a gente gastar muito num mês e menos em outro. Agora, suponhamos que você nunca tenha dinheiro para comprar o que precisa, levar uma vida pelo menos digna, pagar suas contas e poder se dar uns mimos de vez em quando. Se for esse o caso, esse espinho está querendo dizer o seguinte - VOCÊ ESTÁ NA FREQUÊNCIA DA POBREZA. Tem algo bem errado com sua vibração, crenças, valores, atitudes na vida.

    Espinhos são sinais de que precisamos de mudança

    Sim, todo espinho revela uma necessidade de mudarmos algo em nós. Não adianta vir dizer que seu problema é sua mãe, marido, filho (a) ou a companhia do CHI (Conjunto Habitacional do Inferno), não é. Seu problema é você mesmo. - Ah, mas o outro me irrita. - Mentira, você SE irrita com o outro. Logo, o problema é seu, porque a importância que o outro tem e o que ele faz, quem dá é você. - Ah, mas eu queria tanto viver isso na vida! - Queria, mas não vive. Então, tem duas escolhas, ou aceita essa realidade e trabalha para quem sabe um dia poder viver o que deseja ou desiste. Pois sofrer pelo frenético "Quero, mas não tenho" é opcional. - Ah, mas eu queria ser rico (a) - Você e mais quantos bilhões? E ao invés de se lamentar por não ser, aprenda que esse espinho te fere para lhe mostrar que sua vibração não combina com o que você almeja, logo, é preciso mudar. Mude, trabalhe, empenhe-se, faça por onde, e a riqueza será uma realidade, no tempo que der para ser e não no tempo que você quer. Nem sempre será assim. Aceite ou sofra, a escolha é sua.

    Espinhos na carne revelam lados fortes

    Tudo aquilo que nos machuca revela potenciais adormecidos. Meu caro, Deus só cava onde tem ouro, ele não cava onde há lixo. Se a vida permite que determinada situação te fira, mesmo que seja criação sua mesmo, é porque tem algo nisso que pode virar ouro. O que eu quero dizer com essa ideia? Tem talentos e potenciais enterrados debaixo dessa carne, onde o espinho fere. Vou dar um exemplo pessoal: 
Há muitos anos eu sofri por causa de um namoro, eu era apegado e cheio de ilusões sobre essa pessoa e história que compartilhávamos. Mas, o que havia debaixo daquela pele torturada pelos espinhos da situação? Um homem forte, incrivelmente independente, com uma autoestima nas nuvens e capacidade incrível de se bancar emocional, psicológica e sentimalmente. 

    Ou seja, debaixo do cara ferido que eu era, cheio de expectativas e ilusões, havia a pessoa que me tornei, a que realmente sou. E foi preciso esse espinho me cutucar para que esse EU, emergisse. E no seu caso, que pessoa tem debaixo dos seus espinhos? Que potenciais existem aí? De repente, é o espinho da escassez que está tentando cavacar sua superfície para que você assuma aquela pessoa rica que realmente é. 

    Seja o que for, tenha certeza de que cada espinho que te fere é uma tentativa da própria natureza de extrair partes maravilhosas suas, escondidas sob a pele, sob a superficialidade da realidade vivida até o momento. É hora de ir mais fundo em você mesmo e encontrar tesouros perdidos ou desconhecidos, ainda. Reflita e transcenda!


Luz e Benção!
Vinícius Francis :-) 


Magia da Transformação - AQUI
Loja Virtual - AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.