terça-feira, 24 de abril de 2018

Curso Faça Fluir Prosperidade - Aula 08 + Exercício



Direitos Autorais: © Vinícius Francis, 2013
Não é permitida a divulgação ou publicação do conteúdo total ou parcial deste material sem prévia autorização do autor.
Caso queira compartilhar este curso, compartilhe o link deste blog. Gratidão pela compreensão! :-) 


8 – ASSUMINDO A RIQUEZA COMO “NATURAL”

    Nosso último e não menos importante passo refere-se a “Assentar” em nós a ideia de riqueza como algo “natural”, algo que faça parte de nosso dia a dia comum. Porque enquanto você não conseguir sentir a riqueza, prosperidade e a abundância como parte “natural” de sua vida, elas não se tornarão realidade. E para entender isso melhor, pense comigo: Quando você recebe o seu salário mensal, como se sente? Claro que você irá dizer: Bem, me sinto bem! Não é isso?
    Mas o que eu quero que você perceba é outra coisa, eu vou explicar: Quando recebe seu salário, você fica saltitando feito um antílope das montanhas como se tivesse ganhado algo de outro planeta? Obviamente que não, estou errado?
    E você não reage desta forma porque na sua cabeça, a ideia de receber seu salário é concebida como algo “Natural”, comum, esperado visceralmente e considerado por sua mente como “provável”, compreendeu?
    Mas quando o assunto é muito dinheiro, uma vez que deseja atrair isso, você certamente já se imagina gritando, berrando e soltando até fogos de artifício, não é?
- Ah, mas afinal, Vinícius, muito dinheiro pode mudar a minha vida e por isso reagiria dessa forma!
- Hum, até entendo que muito dinheiro cause, sem dúvida, uma reação muito gostosa. Isso é natural.
    Agora, o que quero que você considere neste momento é a sua reação e o porquê dela. Se você reage de uma forma muito entusiasmada, confessa nesse instante que “muito dinheiro” é algo que você nunca teve, senão não reagiria assim e já teria até se acostumado com a presença abundante dele. Começou a pegar a coisa?
    Muita empolgação revela que eu “não tenho” ou que” nunca tive” muito dinheiro, logo ele é ou sempre foi para mim algo não “natural”, concorda?
    E tudo o que não consigo sentir como Natural, eu não posso viver em abundância. Tudo o que eu considero como algo que gerará em mim uma emoção e uma vibração diferente demais da que eu costumeiramente sinto, eu não estou atraindo porque essa diferença emocional revela a distância que existe entre mim e aquilo que quero.
    Suponhamos que uma pessoa milionária ganhe na loteria um valor considerável, certo? Imaginou? E como ela se sentiria quando soubesse que ganhou? Bem! Sim, claro, se sentiria bem! Mas, certamente não se sentiria da mesma forma que uma pessoa pobre se sentiria se ganhasse. E é óbvio porque ela “já tem” muito dinheiro, sendo assim, é algo natural na vida dela. Já para o pobre, muito dinheiro é algo tão distante! Tão longe!
    Essa é a causa de os ricos estarem cada vez mais ricos e os pobres, mais pobres. Nós atraímos com mais contundência e aceleração aquilo que consideramos visceralmente como “Natural”. Se eu tenho, então, para mim é natural ter e nessa atitude interior eu atraio cada vez mais.
- Ah, Vinícius, eu já vi muitas pessoas pobres ganhando milhões na loteria!
    Sim, concordo. Mas, vem cá, você tem certeza de que esse dinheiro fará bem a elas? Você tem certeza que dinheiro, em grandes quantidades nas mãos de uma pessoa pobre e que não está “acostumada” com muito, é realmente uma coisa boa? Você tem certeza que atraímos dinheiro somente num estado de positividade? Não, não atraímos somente quando estamos Bem.
    O dinheiro, como muitas outras coisas, é neutro. Eu é que sou bom ou mau. O dinheiro apenas potencializa isso que já está em mim. Então, eu posso vibrar negativamente comigo e acabar atraindo muitos milhões por algum tipo de afinidade com eles que eu possa ter. E de repente, essa grande quantia pode servir para terminar de me arruinar completamente. Isso poderia explicar o motivo de muitos, aliás, da maioria dos pobres que ganham em loterias, perderem tudo tão rapidamente.
    Entenda, não há nada de errado em ganhar na loteria, jamais! Tudo pode ser benção se você for benção e tudo pode ser mau se você for mau. A coisa sempre está em você e não no que você tem ou atrai. Por isso, seja o bem em si mesmo e tudo o que você puxar da vida para si será sempre o melhor!
    Então, trate de considerar o dinheiro e a riqueza como algo natural pra você. Pare de se sentir deslocado no meio de ricos, pare de se sentir pobre em meio ao luxo. Pare de achar que as coisas são caras, pare de considerar as coisas ricas e chiques como fúteis e supérfluas, pois agindo assim, você assenta em si mesmo a crença de que é pobre.
    Ao contrário, se sinta confortável com a ideia de receber milhões, de forma tão “natural” quanto se sentiria se tivesse ganhando dez reais. Sinta-se confortável quando visualizar uma mansão luxuosa, mesmo que você não deseje exatamente isso pra sua vida. Sinta-se confortável com a ideia do “Muito”, de fartura, de abundância em todos os níveis. Porque quanto mais se familiarizar com a riqueza, mas compatível com ela você será.
    Assuma em si: Nasci para o melhor, nasci para experimentar tudo o que eu quiser neste mundo. É natural que eu tenha tudo de bom, é natural que eu seja rico das coisas que gosto. Eu sou filho da abundância e por isso, jamais aceitarei qualquer ideia que não seja de prosperidade e fartura. Eu sou filho de Deus e se ele é dono de tudo, logo, eu também sou e vou me dar, neste instante, o mérito e direito divino de possuir todas as coisas, porque como disse Jesus: Tudo o que o Pai tem ele me deu! Então, eu tenho, eu sou e eu posso todas as coisas.
Seja Próspero,
~ OS FILHOS DA ALVA ~
  • O exercício deste tópico é ler e reler este texto sempre que puder, a fim de que essas novas e positivas crenças se assentem em sua mente e produza bons frutos!
    Abaixo, uma mensagem dos Elohim (com exercício) sobre Trabalhar a vibração da prosperidade e assumir a riqueza:
    “Conectem-se à Vida e então estarão conectados com todas as coisas que desejam. Não há ensinamentos a serem dados por nós, estamos apenas vos recordando de tudo aquilo que já sabem, não estamos oferecendo nada a vocês, somente estamos vos lembrando de que “tudo” vocês já têm.
    Não queremos abençoar vocês, desejamos apenas que lembrem-se de que já são abençoados e que a essência geradora de todas as bênçãos vive em vocês. Não queremos vos guiar em caminho algum, estamos aqui para vos recordar de que o caminho correto é aquele que satisfaz o coração. E desde que imergiram em consciência física e até mesmo bem antes disso, já estavam todos vocês, no caminho certo.
    Qual é o caminho certo senão o da vida e qual é o objetivo desse caminho senão viver? Pensem, reflitam: Vocês jamais erraram! Nenhuma vez sequer isso aconteceu, só há um erro que cometem, o erro de acreditar que erram!
    Como a Fonte criadora de tudo, perfeita e eternamente expansiva, pode errar? E se vocês são hoje a extensão física dessa fonte, então não podem errar. O que vocês nomeiam de erro é apenas mera vaidade de vossas mentes outrora educadas por uma sociedade que crê no erro. O erro só existe quando temos em nossa mente um padrão de perfeição e esse padrão que vocês possuem é humano e nunca correspondeu à verdade da existência do espírito.
    O Universo funciona através do magnetismo da atração, tudo o que ocorre a um indivíduo é atraído por ele mesmo, então onde está o erro? Não há erro, há atração apenas. O padrão humano de perfeição é a principal causa de vosso desalinhamento com a Fonte, a Fonte divina não pode concordar com vosso padrão de perfeição, a fonte concorda com aquilo que vos confere boas sensações e nem sempre as boas sensações que o espírito deseja sentir se adéqua ao padrão de perfeição da Terra.
     O padrão de perfeição da Terra vos limita, vos reduz a muito menos do que são! Como poderão se expandir sem as experiências da vida? Como saberão aquilo que desejam se não experimentarem o que não desejam? Nem sempre é possível saber o que se quer sem antes ter experimentado o que não se quer. Pela educação social que receberam, vossas mentes ficaram bastante desfocadas de vosso Eu maior, então se confundem bastante aí com a ideia de querer e saber bem o que se quer.
    E esse padrão de perfeição estabelecido pelo homem que julga vos impede de caminhar livremente em vossa expansão e é disso que precisam, de experiências! Não nasceram aí num mundo onde há infinitas formas de se viver para passarem o tempo físico encaixados num padrão único, se fosse assim vocês teriam nascido numa dimensão onde a possibilidade e a variedade é menor. Já viveram em dimensões assim, contudo hoje é o momento de sair da prisão interior do passado.
    Libertem-se da escravidão interna, permitam-se viver a vida, não há melhor momento do que esse que agora vocês têm, desfaçam vossos nós mentais, rejeitem aquilo que rejeita vossa expansão e neguem os padrões que fazem com que vocês se fechem. O sabor da vida está em viver! O sabor da experiência está em experimentar! Vivam na liberdade absoluta de quem são, garantimos que ninguém aqui ou em qualquer Universo irá vos julgar por vossas obras, há somente um juiz em vocês, vossa mente, ela é a única que passa o tempo vos avaliando, nós não fazemos isso!
    Abram vossos corações para a benção, para a riqueza, ela é tão simples de se possuir! 
    É necessário crer assim para começar a trabalhar com ela. Por que então começamos a falar sobre prisões e limitações da mente? O que tem tudo isso a ver com dinheiro e riqueza material? Respondemos: Tudo!
    Vossas forças internas ficaram tímidas com tanta repressão por parte de vossa mente, vossos poderes capazes de criar riqueza material ficaram minguados por causa da negação interior de: Isso não pode! Isso é sujo! Isso é pecado!
    Como pode ser pecado algo que vos alegra? Como pode ser mal algo que vos confere o prazer e a alegria? Por isso se tornaram limitados, porque censuraram a si próprios e o dinheiro que é a energia da possibilidade material, não pôde ser produzida porque quando se ganha dinheiro, se ganha a possibilidade de realizar tudo o que o material e o mundo físico podem oferecer e uma vez que se negaram os prazeres, se negaram o dinheiro que os possibilita, entendem?
    Para liberar as resistências quanto à riqueza material, devem primeiro libertar os desejos mais profundos do espírito, devem dizer “sim”, um “sim” profundo a todos os seus desejos.
EXERCÍCIO
Ensinaremos o processo fácil e rápido:
1-Pensem em todos os seus desejos, financeiros, sexuais, sentimentais, profissionais, afetivos, todos eles sem exceção. Ao fazerem isso, perceberão a negação feita no passado, por vocês mesmos. A seguir, vejam-se fazendo tudo isso sem pudor, porque o pudor é humano, não divino. Ao se imaginarem fazendo isso, percebam a sensação na região do abdómen, de prazer. Depois digam um profundo “Sim” a tudo o que pensaram, afirmando a frase: Eu me permito ser quem sou e gostar do que gosto. Permito-me fazer todas as coisas que eu quero e que me dão prazer.
2-Meditem! Relaxem o corpo e a mente numa posição confortável. Inspirem e expirem e procurem não pensar em nada. Ao sentirem seu corpo relaxado (e perceberão isso pelo chacra na cabeça, ele relaxa dando uma sensação semelhante ao sono, isso implica em relaxamento mental), pensem em toda forma de abundância que conhecem, pensem nas estrelas do Universo, observem com vossa imaginação como elas são numerosas e infinitas. Pensem na natureza, nas obras de Deus, como são abundantes e fartas, pensem na variedade de alimentos que a natureza produz, pensem, imaginem e sintam a presença mental de toda forma de abundância através da imaginação.
3-Aceitem essa abundância como parte de vocês! Ao imaginarem as formas abundantes do Universo, recebam mentalmente essa energia abundante na forma imaginária de uma luz dourada em torno de si e sejam cientes de que toda essa abundância é parte do que vocês são, pois tudo o que Deus é e o que Deus tem e faz, pertence a vocês.
     Todos são a consciência de Deus, então sua natureza divina vive em vocês. Ao fazerem isso, ao aceitarem a abundância material como parte da Natureza que vive em vocês, estarão se permitindo vivê-la, estabelecerão em vosso subconsciente a crença na abundância e não só nela, como na permissão de desfrutá-la.
    Façam isso, realizem esse exercício durante trinta dias e limpem vossa vibração daquilo que vocês não merecem viver, mas que estão se dando por ignorância. Vocês são aquilo que acreditam ser e vivem aquilo que se permitem viver! Vocês têm aquilo que se dão e possuem aquilo que se permitem possuir.
    Tudo começa no prazer de viver, sem prazer e sem permissão de senti-lo, essa vibração que cria e dá forma física a todas as coisas boas e materiais não pode solidificar-se diante de vossos olhos!
    Abram-se para aquilo que compõe o que vocês são. No Universo não há pecado e se houvesse um seria o pecado de não se dar o direito eterno de ser feliz! 
Haja luz e prosperidade em vós!”
Canalizado por Vinícius Francis 
Caso deseje se aprofundar nos estudos sobre Prosperidade, conheça o nosso curso PROSPERE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.