quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Sacerdotisa Amaranthus - Não tenham medo de mudar


Terra, 16 de Novembro de 2017
Novo Amanhã, décima primeira fusão magnética das auroras

    É com alegria e contentamento que estabelecemos mais esta comunicação com vocês, humanos dispostos ao crescimento e reforma interior. Estou em profunda gratidão por poder mais uma vez direcionar minhas intenções e mensagem a um nível telepático tão sutil, porém vívido, a aqueles que motivados se encontram a caminhar nas veredas da luz. Descobrindo em si mesmos a conexão com o que chamam de Deus. Descobrindo em si mesmos as portas a todos os tesouros espirituais. Descobrindo em si mesmos a ligação com o amor maior e fazendo dele o alimento constante.

Vibramos pela possibilidade deste contato que nos aproxima a um nível espiritual e torna possível uma interação harmoniosa, através da qual trocamos luz e crescimento. Há algum tempo foi permitida a comunicação de nosso sistema estelar com a Terra, digo, a crosta da Terra. Sempre trabalhamos em conjunto com as forças que guiam vocês e participamos dos processos evolutivos que concernem ao vosso tempo atual no cosmos. Tivemos participação em muitas coisas e em vários processos contribuímos com o desenvolvimento da vida em vosso orbe. Entretanto, não temos vínculo com a sociedade de seu planeta e nem com credos, religiões ou ancestralidade espiritual.

Nossa participação sempre se fez invisível aos olhos, acessível somente às sociedades astrais benevolentes. Contatamos alguns encarnados num certo tempo e isso gerou alvoroço entre as pessoas, porque naquela época a humanidade atravessava momentos calamitosos no sentido de estarem profundamente fechados à ideia de que existem muitos vizinhos planetários e estelares. E muitos deles vos assistem, mas vossos companheiros estelares residentes em estrelas próximas a vocês se comportam da mesma forma que um vizinho respeitoso e coerente com as boas condutas de relações. Respeitam os limites estabelecidos pela vossa realidade atual. Eles sabem que vocês não estão prontos. Eles sabem que muitas vezes não querem aproximação. Então, respeitam isso terminantemente.

Porém, há algum tempo, alguns séculos em vossa contagem, um grupo de humanos foi contatado, orientado e guiado numa missão especial. A de ancorar o progresso científico, moral e espiritual da época. Embora alguns deles sequer souberam que estavam sendo contatados por irmãos de outros lares, o processo fluiu como programado. Esses homens e mulheres eram recolhidos durante os sonos, instruídos e abastecidos de todo o conhecimento que precisavam e quando retornavam ao corpo, sua memória inconsciente armazenava muitas novas informações que gradativamente e sob atuação dos benfeitores iluminados foram liberadas em forma de inspiração. E muita coisa foi construída assim.

A alguns poucos foi permitido acessar memórias dos encontros nas naves, das conversas, da experiência. Para que por essa memória testemunhassem sobre a existência de amigos em outros lares. E assim foi feito por certo tempo, tudo dentro de uma ordem e de um cronograma perfeitamente elaborado. Outras vezes, esses irmãos de luz travestiam-se da imagem de santos, anjos, divindades conhecidas e cultuadas pelas pessoas da época para que pudesse ocorrer o contato sem gerar medo e pânico. E assim conseguimos ajudar a humanidade numa fase escura.

Mas hoje, não mais precisamos usar formas angelicais e imagens de santos para nos comunicar com uma parcela dos humanos. Podemos, em alguns casos, nos apresentar abertamente como somos, falar de onde viemos e o que desejamos partilhar. Isso representa um grande progresso a nível intelectual e espiritual para vocês. Embora uma grande parte ainda se recuse a aceitar tal realidade. Pouco a pouco, estamos habituando a humanidade a aceitar naturalmente a aproximação dos vizinhos e o contato consciente.

Isso acontece o tempo todo, sem que percebam. Irmãos de fora estão em comunicação com muitos homens e mulheres e isso ocorre da maneira que lhes é possível compreender. Em sonhos, inspirações, pensamentos, intuição, o tempo todo tem havido comunicação. E isso tem sido proposital para que vosso campo se expanda e gere progresso. E há muito tempo, milênios eu diria, que esse trabalho tem sido feito com zelo e extrema dedicação. Vocês são assistidos o tempo todo por muitos que unicamente desejam o vosso bem. 

Portanto, peço que esqueçam ideias de invasão que poderia ocorrer e terror a respeito de seres que vivem fora da Terra. Tudo isso não passa do produto do próprio medo do homem, um medo inconsciente que ele carrega por muito tempo. Medo do desconhecido, medo daquilo que não pode controlar. Ingênuo é o homem da Terra, pois se recusa a perceber que não controla coisa alguma. Ele pode dirigir com sabedoria, mas jamais exercer controle, pois a vida não pode ser posta em cabrestos por ninguém. É necessário deixar que a vida flua tal como anseia, em consonância com a vontade do Ser pelo qual ela flui e no qual ela habita eternamente.

O meu recado em especial hoje é o seguinte – Abram-se a uma nova vida. Partam para novas histórias, não tenham medo de encerrar ciclos. Não resistam ao desapego, despeçam-se de velhas rotinas, histórias, experiências, pessoas, situações. Virem a página sem hesitar! Não temam por se darem a chance do novo. Não tenham medo de dar “adeus” ao que quer que seja. Tenham coragem e humildade para darem “adeus”. A porta de um “adeus” é a mesma por onde um novo “bem vindo” se manifestará.

Mudem suas vidas, naquilo que puderem. Não tenham receio algum quanto a isso. Mudar as roupas, hábitos, cabelo, amizades, qualquer coisa, mudem! Não hesitem em mudar, pois mudança é algo positivo. Mudem de moradia, de trabalho, de escola, de sonhos, mas mudem. Eu vos aconselho a não viverem a vida como se tivessem que seguir um roteiro específico. Mudem de roteiro também. A vida é transitória na Terra e muito rápida para ser experienciada sem o sabor da constante novidade e mudança. Não se prendam a nada e nem a ninguém, busquem a liberdade dentro de si mesmos e através dela pratiquem o viver em constante mudança e renovação. Mudar as cores da casa, da vida. Mudar os objetos de lugar. Porque quando um objeto fica no mesmo lugar a energia dele não pode se renovar.

Um jarro possui energia e se ele sempre fica no mesmo lugar na casa, não poderá renovar as próprias energias e nem absorver outras novas. Lembrem-se, tudo é o espírito experimentando a vida. Assim como fizerem consigo, façam com tudo. Mexam-se por dentro e por fora numa reforma constante, num inquieto, mas positivo desejo por mudança, por coisas novas.

Mudem de crenças, de filosofias, experimentem outras versões da compreensão absoluta para que através da experiência com versões diferentes encontrem as melhores versões para vocês mesmos, a partir de uma perspectiva renovada. Não se mantenham no mesmo, pois o tempo todo vos é ofertada a oportunidade de mudança, de descobrir algo novo, de reinventar-se no caminho da vida. Contem a si mesmos novas histórias e preencham-se de novas perspectivas e ideais. Porque é somente na abertura ao novo que se progride uma civilização. Atrelados ao mesmo, recontam as mesmas histórias e acabam provocando sensações quase que sempre na mesma faixa. E o sabor inigualável do viver está na descoberta do novo. Vocês podem ser novos e inéditos a cada dia, basta que procurem por isso.

Eu sei que muitos dirão que não têm dinheiro, meios, nem uma vida que favoreça tais experiências. Mas eu vos pergunto — Por que até para justificarem uma realidade vocês se agarram sempre às mesmas ideias e crenças? Por que sempre as mesmas respostas? Por que não mudá-las também? Se a história que sempre contarem for a de que não têm dinheiro e meios pra isso ou aquilo, então será o que manterão em vossas vidas. 

Acostumaram-se a dar as mesmas respostas e as mesmas desculpas. Que tal mudar isso também? Vocês podem. Preencham-se do Amor que vem de dentro e permitam que as Águas da Vida percorram vosso Ser vos promovendo o renovo, a transformação, o brotar de novas sementes, de novos sonhos, de novos recomeços, de novas histórias, de nova vida. 

Pois a vida faz novas todas as coisas a todo instante, mas somente na realidade daqueles que se fazem igualmente novos e renováveis em suas escolhas e decisões. Desejo que pensem nisso, não tenham medo de mudar, não tenha medo de serem diferentes de tudo o que já foram. Só pode ter uma realidade diferente quem decide não ser o mais o mesmo. Quem se faz novo, o novo vive. Que os raios sutis e profundamente revigorantes de Sirius A vos toque o âmago do espírito e vos ajudem a se fazerem novos em tudo.

Canalizado por Vinícius Francis 
Direitos Autorais: © Vinícius Francis, 2017 
Magia da Transformação - AQUI
Loja Virtual - AQUI
Nossas páginas do Facebook:
Comunidade - AQUI
Grupo fechado - AQUI
Página pessoal (Vinícius Francis) - AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.