quinta-feira, 18 de maio de 2017

A oração tem poder?


Praticamente todo mundo em algum momento da vida já fez uma oração. Esse é normalmente um hábito de pessoas que têm algum tipo de fé no invisível. No catolicismo se usa mais o termo “rezar”. Porém, oração e reza são coisas diferentes. Quando você reza, está repetindo frases prontas, como se fosse um mantra. Já na oração, você deixa sair o que está em seu coração. É como uma conversa espontânea, seja com Deus, Eu superior, anjos, guias, não importa o nome. Geralmente quando oramos temos a intenção de nos conectar com alguma força invisível.

Na maioria dos casos, faz-se uso da oração para pedir favores às forças divinas, amparo, bens materiais, conveniências pessoais, etc. Algumas são respondidas, outras não. Uma grande parte não é atendida conforme o desejo de quem orou. E isso nos leva a uma reflexão sobre o assunto. Orar para conseguir algo realmente funciona? A oração tem poder pra mudar uma situação na vida da gente? A resposta para as duas perguntas é “não”.

Oração não muda a vida de ninguém e nem faz algo dar certo. Ela pode ser uma ferramenta vibracional, mas não é a solução. Solução está naquilo que se emana ou deixa de emanar. Pedir não resolve. Suplicar, menos ainda. As forças cósmicas não estão no universo para servirem de fadas madrinhas a nós. Deus não é papai Noel. Isso tudo é conto de fadas, fantasia.

A realidade da vida é que você cria a sua realidade. E não precisa de oração pra isso, precisa é emanar a vibração do que quer e entrar em harmonia com ela. Feito isso, você resolve qualquer problema. A prova disso é que há muitas pessoas que não creem em nada (referente a Deus) e conseguem tudo. E tantas outras que creem, oram, rezam, fazem novena, corrente e nada acontece ou muito pouco. Como contestar a realidade? Dizendo que Deus escolhe ajudar uns e outros não? Isso não tem coerência nenhuma. Crer nisso é profunda ignorância, atraso de vida. É uma crença que não ajuda em nada, pelo contrário, só atrapalha.

Então, a oração tem algum benefício? Sim, muitos. Desde que ela altere a forma como você se sente. Se orar te deu confiança, então foi bom. Se orar te deu forças e paz, foi bom. Oração, a verdadeira, não é ficar pedindo coisas a Deus, é criar, emanar, assumir, colocar-se com fé, confiança, amor, positividade perante algo. É posicionar-se como criador que determina o que quer e não ficar pedindo como mendigo. 

E por que alguns alcançam o que pedem através de preces? Porque ao fazerem isso ativaram a energia daquilo e então, houve a manifestação. Não foi pela oração em si ou porque Deus atendeu, pois na verdade Ele sempre diz “Sim” pra todo mundo. Mas “sim” para o que vibramos e não para o que meramente pedimos. Se fosse assim, todo mundo já teria tudo o que quer.

Porque quem pede, vai precisar da aprovação e boa vontade de alguma força cósmica lá fora para ter o que pediu. E sem o devido mérito, não há como ser atendido. Já quem emana, assume, veste, determina, está criando para si. Tornou-se o seu próprio Deus interior. Porque é isso o que somos. Ele vive em nós e já passou da hora de se aceitar que de fato somos o poder em nosso destino.

Se quer orar, faça disso uma oportunidade de exercitar seu poder criador e manifestar incondicional gratidão. Se quiser pedir algo aos seus guias, Deus, Jesus, etc, peça sabedoria, luz, conhecimento, ao invés de pedir coisas. Porque conhecimento é poder e quem tem poder, tem tudo. Quem se assume como co-criador não ora pra pedir, cria o que deseja. E aproveita os momentos de prece para emanar luz, graça, amor e claro, fortalecer através dela a sua comunhão e harmonia com o Universo, em positividade.


Crer é a chave!
Vinícius Francis :-) 

Na semana que vem, iniciaremos um curso gratuito aqui no blog, "Em sintonia com o Amor", onde conversaremos muito sobre relacionamentos amorosos. Ainda há muita gente que sofre com essa questão, por isso vamos disponibilizar esse material para que se possa transpor esse dilema e resolver a questão afetiva. Se você deseja ter acesso a este conteúdo, basta acompanhar as postagens do blog. O material será postado em partes, para que os leitores possam assimilar o conteúdo gradativamente. Aguardem! :-) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.