quarta-feira, 1 de março de 2017

A sabotadora hesitação


Há alguns dias, num processo mediúnico com o Mestre Jesus, ele me falou sobre hesitação e me mostrou em visões, situações de minha infância onde hesitei em alguns momentos e isso trouxe frutos indesejados em minha vida a longo prazo. Então, resolvi conversar com você e te ajudar com esse problema.

A gente sabe que existe um comportamento social esperado de nossa parte, pois é, ainda existe isso! E por causa de uma sociedade tão preconceituosa, resistente ao diferente, acabamos sempre com um pé atrás e temendo agir naturalmente, ser quem somos sem restrições, repressões, enfim, sermos verdadeiros. Isso é um desafio que todos precisamos enfrentar neste mundo se o desejo é pela felicidade. Antes, somos oprimidos para não sermos quem somos. Quando começamos a ser, recebemos pedradas. E finalmente ao vencermos as barreiras e conquistarmos os frutos de nossa verdade vivida e evidenciada, somos aplaudidos pelo êxito, olha a ironia!

Mas, o caminho anterior é muitas vezes cruel. Você sabe que a vaidade fica tentando fazer de nós um reflexo da expectativa alheia, o medo também faz isso, tenta nos frear com a ilusão de proteção. Nos segura e alega ser isso o melhor, pois está apenas tentando evitar um mal pior. Não é assim que nos ensinam desde pequenos? O medo é passado pra nós como um aliado, quando na verdade é o pior dos inimigos.

Daí, na experiência da vida, perante o que queremos e faz pulsar positivamente o coração, hesitamos. Por medo, por vaidade, por orgulho. Porque se eu me deixar gostar do que gosto e ser quem sou... O que vão pensar de mim? E com medo do juízo alheio nos sentenciamos à inércia referente ao que desejamos. E quantas vezes a vida nos coloca perante oportunidades almejadas, mas não as abraçamos por hesitação? Você já passou por isso e eu também. A gente deseja e quando o universo finalmente nos presenteia com a chance de viver aquilo, não fazemos, não vamos, não vivemos, por medo.

A hesitação não é nada mais do que o medo, a força que segura e nos impede de viver pela desculpa da auto preservação. De quê? Da vida? Das experiências? Das realizações? É disso que a hesitação nos protege? Então ela é ruim, não boa. Só que depois, a nossa parte orgulhosa que nunca admite agir contra a própria felicidade lamenta por não viver o que quer, se vitimiza, se amaldiçoa dizendo que não tem sorte... Ai coitadinho de mim que não tive oportunidade!

Mas não é bem essa a verdade, viu? É só puxar o histórico e ver lá um monte de hesitação, de escolhas de auto repressão por vaidade, medo, orgulho, frescura. Por trás de todo cara ou mulher sem sorte existe um alto nível de hesitação, medo, covardia, falta de atitude em bancar o que quer, o que gosta e viver aquilo sem pudor, sem se segurar. Porque quem se segura afirma a si mesmo que não merece viver o que almeja.

E nessa ação energética interior, a vida, que é mero reflexo, fecha os caminhos pra você. Se a pessoa não se deixa ir ela também não vai. Pra que Deus vai perder o tempo Dele ajudando com oportunidades se o sujeito não pega? Melhor deixar tudo como está. Então, reflita sobre isso, o ano ainda está no começo, é hora de rever certos comportamentos. É hora de ser ousado e se arriscar pela sua felicidade. 

E quando você vencer essa hesitação medrosa, vaidosa, ridícula, carregada de um orgulho destruidor, vai descobrir que viver o que gosta, ser quem é, se deixar desfrutar do que sua alma quer vale a pena o desafio, os pequenos riscos, as oposições e caras feias. Se é que ocorrerá isso! Pois muitas vezes tememos uma oposição externa que na verdade já é a nossa própria para conosco. Pense nisso.


Crer é a chave!
Vinícius Francis 

Mais sobre nós e nosso trabalho:
Atendimentos individuais - AQUI
Nossas páginas do Facebook:
Comunidade - AQUI
Grupo fechado - AQUI
Página pessoal (Vinícius Francis) - AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.