terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Os Frutos do Espírito - Equilíbrio


Seguindo o nosso estudo, o Fruto do Espírito abordado hoje será Equilíbrio. Todos esses frutos, conforme disse no primeiro texto, fazem parte do trabalho espiritual do curso canalizado “
Sete Semanas de Cura" e foram passados pela sabedoria de Athena. E trazer aqui o Equilíbrio é inevitavelmente lembrar de que ele faz parte dos atributos da chama Verde, representada pela Mestra.

Normalmente se pensa que uma pessoa equilibrada é sempre serena, fala baixo e pouco, passiva, extremamente calma. Mas, assim como vimos na alegria, existe muita confusão na compreensão desses sentimentos e posturas internas. Autuo a religião como principal causadora dessa confusão. Ela que sempre distorceu a imagem do “divino”, dando-nos um modelo injusto, falso, da Espiritualidade e dos comportamentos de alguém que caminha na luz. 

Daí nascem os dogmas e doutrinas de homens que não visam educar o indivíduo e direcioná-lo num caminho promissor. Antes, os restringem, reprimem, boicotam, machucam.

Quando falamos de equilíbrio nos referimos a um estado interior de organização e gerência de emoções, pensamentos, sentimentos e atitudes. Uma pessoa equilibrada não é aquela que não sente ciúme, medo, raiva ou algo do tipo, mas que sabe lidar com tais sensações. O equilíbrio confere a habilidade de ser Senhor de si mesmo, sem se reprimir ou se negar. Conforme o versículo bíblico: Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm.

O equilibrado possui discernimento para lidar com essa questão. Ele sabe que pode sentir tudo, fazer tudo e de que não há prisões para ele. Entretanto, se educa, pondera, impõe a si limites que sejam saudáveis e procura nunca ir além das fronteiras emocionais que o colocarão em situações de conflitos ou problemas mais sérios. Ele foge de encrenca, dá a outra face pra não perder tempo com discussões e disputas de opinião que não lhe acrescentarão nada de bom. Embora saiba se impôr quando necessário e o faz seguramente.

Foge da imposição do ego sobre os outros, respeita a cada um no seu direito de ser e pensar o que quiser. O equilibrado trabalha o que sente, entende que é responsável por si e não autua terceiros pelo que lhe ocorre emocionalmente. Contudo, sabe tratar as relações com sabedoria e justiça.

O equilibrado não está sempre feliz e sereno, não se esqueça de que somos humanos e oscilamos naturalmente em nossas emoções. A diferença está na forma como você lida com elas. Ou você as administra ou elas gerenciarão você e suas ações. O equilibrado pratica a arte de pensar antes de falar e a interação consigo mesmo com o objetivo de se direcionar sempre da melhor forma que puder.

Ele chora também, se questiona, se debate, sente ódio, assim como qualquer um. O que muda é que o equilibrado encara o que sente, ouve, se cura e segue adiante. O equilíbrio anda de mãos dadas com a assertividade, organização, disciplina, auto controle, gestão de si e limites a si no tocante às relações em volta. Desmistifique o equilíbrio, tire a imagem do robô que age por comandos e entenda que ele tem a ver muito mais com a ação tomada perante cada situação.

Para resumir, equilíbrio é ação, arbitrária, pensada, planejada. Desequilíbrio é reação, impulsividade no comando, ações realizadas como reflexos de outras, partindo de pessoas que não tem posse de si. E o equilibrado é aquele que tem posse de si.

O próximo Fruto que veremos é Discernimento
Leia abaixo os Frutos já estudados 
Amor - Paz - Paciência - Alegria

Crer é a chave!
Vinícius Francis :-) 

Mais sobre nós e nosso trabalho:
Atendimentos individuais - AQUI
Nossa Loja Virtual: AQUI
Nossas páginas do Facebook:
Comunidade - AQUI
Grupo fechado - AQUI
Página pessoal (Vinícius Francis) - AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.