sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

O Carnaval e a Espiritualidade - Minha visão a respeito


Ontem escrevi esse texto no Face e teve uma repercussão bem interessante. Por isso, estou dividindo-o também com vocês que leem o blog.

Carnaval é uma festa, como qualquer outra. A diferença é que ela movimenta milhões de pessoas, logo move muito mais energia. É errado um espiritualista curtir o carnaval? Primeiro, não existe um livro de regras e segundo, nada é errado. Você é a lei, então você escolhe o que é certo e o que errado pra você. O que não vale é tentar enfiar isso nos outros, ok?

Outra pergunta: Carnaval é uma festa de energia densa e negativa? Não, carnaval é uma festa, energia densa e negativa vem das pessoas, isso independe do carnaval. Obviamente, pela quantidade de pessoas a concentração de energia é maior, mas não necessariamente negativa. Há muitos que aproveitam essa data para expressarem seus exageros, desequilíbrios e descontrole emocional, sim, há. Mas também há muitos que vão festejar, se divertir saudavelmente, dançar, cantar, trabalhar. Há também concentração de energias positivas (lamento pelos religiosos que discordam). Porque onde há alegria, há energia positiva. A positividade não é arbitrária como nós, ela está onde é convocada e ativada.

Mais uma pergunta: Devo me afastar do carnaval para não ser atingido por baixas frequências? Não, necessariamente. A única forma de você não ser atingido por energia das trevas é estar na luz e elevado, simples e ponto. Se você estiver mal vai ser atingido, seja no carnaval, num retiro no meio do mato, na sua casa ou na casa do caixa prego. Você faz a conexão. Ah, mas e a concentração de energia densa no carnaval? Realmente, se você não tem posse de si, nem saia de casa, porque vivemos numa dimensão densa, trabalhamos ao lado de pessoas densas, convivemos com pessoas densas, as ruas, lugares, shoppings, escola estão cheios de pessoas densas. 

O Umbral está interposto junto à crosta, ou seja, onde quer que você esteja aqui na Terra, haverá densidade. Assim como haverá luz. A pergunta é: Com o que você escolhe se conectar? Se as energias do carnaval te afetam, a responsabilidade não é da festa, mas sua, que não sabe se proteger. E se não sabe, vai ser pego em qualquer lugar. E se sabe se proteger, vai estar protegido em qualquer lugar. Se Deus está em toda parte, não existe um lugar nesse Universo onde você não consiga acessá-lo e envolver-se no Seu Poder. Portanto, não disfarce o seu preconceito de precaução.

Outra pergunta: Para me conectar com a luz e o divino em mim, preciso me afastar de festas mundanas? Não, precisa é se afastar dos maus pensamentos, precisa escolher o Amor. Deus é o todo, então, a conexão com Ele acontece em qualquer lugar, basta você querer. O todo está em você e não num lugar específico. Conectamos-nos com o Deus em nós mantendo bons pensamentos e boa frequência. Você pode se alinhar ao Amor no carnaval, no meio da guerra ou sozinho em casa, porque é você quem se conecta e não o lugar que conecta você. 

Você pode estar dentro de um templo espiritual e continuar desconectado, você é o templo do espírito. Eu sou médium de comunicação, sensitivo e meu campo é bem sensível. Porém, sempre que quis ir num evento de carnaval ou algo do tipo, fui, curti e voltei ótimo do mesmo jeito que cheguei lá. Às vezes até melhor porque eu vou atrás da alegria, do que me faz Bem e só encontro e puxo o que me faz Bem. É lei da atração, você não puxa o mal se está bem. Não compreende isso? Vai estudar então.

Espiritualistas genuínos são aqueles que se abstém das práticas humanas/mundanas deste planeta, como festas, bebidas alcoólicas, carne, sexo, etc? 
Não, estes são RELIGIOSOS. Espiritualista é quem compreende as leis do Universo e as põe em prática. Espiritualista é quem vive o amor, o respeito e o equilíbrio. Que sabe entrar e sair de qualquer lugar. Que sabe reter o que é bom. Que sabe aproveitar boas coisas com decência, ordem, disciplina, equilíbrio, sem se contaminar, sem se corromper, porque ele reconhece que a luz está nele e a preserva em suas ações. Espiritualista é quem vive o Bem, não reprime a sua essência, desfruta da sua felicidade e respeita as escolhas dos outros. Espiritualista não rotula, não prega dogmas, não tem preconceitos ou julgamentos acerca de nada. Ele apenas vive o melhor que sente e permite que os outros assim o façam. Porque ele é livre, exerce e prega a liberdade, sem perder a linha ou ir além dos seus limites.

Quem é espiritualista sabe que todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm. E ele escolhe isso com sabedoria e discernimento. Espiritualista vive em alegria, paz, harmonia consigo e com os outros. Retém o que é bom de tudo e do mau ele se afasta. Espiritualidade é o VIVER e não os hábitos simplesmente, quem padroniza a Espiritualidade em hábitos específicos, comportamentos e posturas são os RELIGIOSOS. Espiritualista segue o que é bom pra si. Porque reconhece que o Criador Nele o torna original, único, ímpar. Construindo assim a sua própria medida, sem tentar medir os outros com ela. Conclusão: Faça o que é bom pra você e deixe os outros em paz.

Crer é a chave!
Vinícius Francis 

Nossas páginas do Facebook:
Comunidade - AQUI
Grupo fechado - AQUI
Página pessoal (Vinícius Francis) - AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.