domingo, 27 de novembro de 2016

Encarar ou fugir?


Pra você começar a semana refletindo, quero te dar um toque sobre algo que ando aprendendo e vivenciando muito na vida, encarar ou fugir? Soa engraçado, mas isso tem mais a ver com a nossa vida do que se imagina! Vamos conversar uma coisa... Sério e de forma honesta, tá bom? Todos nós temos algum tipo de conflito vez ou outra em nossa estrada, não é? Uns têm mais, outros já estão mais resolvidos e têm menos. Todavia, tem sempre aquele momento em que nos deparamos com uma fraqueza em nós. E esses conflitos acontecem quando estamos num processo de autoconhecimento e espiritualização do nosso eu-ego.

E eu gosto de falar sobre essas coisas cotidianas, afinal, sou humano, como você que está lendo isso. E a meu ver, espiritualidade é aprender a lidar como a nossa vida aqui. Eu sempre puxo meus leitores para a Terra kkkk... Porque, infelizmente, existe um número considerável de trabalhos por aí que adoram viajar na maionese sondando assuntos que não pertencem a nós. Claro que a espiritualidade de vez em quando traz alguma coisa lá de fora pra acrescentar em nossa evolução. Porque somos parte de um todo maior, claro! Mas é sempre pra fortalecer a nossa experiência espiritual e isso inclui a vida na Terra. É preciso fixar os pés no chão e entender que ser espiritualista, acima de qualquer coisa, é saber ser humano e experienciar esta vida (saudavelmente). Se você vive lá "em cima" demais... Cuidado, viu? Isso é fuga da realidade. Alguma coisa aqui embaixo, no paralelo comum e real de todos, você está ignorando e jogando pra debaixo do tapete.

Quem fica demais "lá" é porque não está conseguindo lidar com o "aqui". Aí, a mente, que é um aparelho fantástico de criação da realidade, começa a oferecer ao indivíduo um monte de coisa, criando hologramas mentais, histórias e o sujeito fica vivenciando aquilo tudo, mergulha, acha que é real, acredita piamente e elabora para si um mundo paralelo, uma realidade forjada que serve como válvula de escape desta realidade aqui, mal trabalhada, negligenciada, conflitante, da qual ele tenta fugir. O nome disso é auto sugestão. Muito comum na psicologia e metafísica. 

Nesse meio espiritualista tem disso aos montes. Tem muito sugestionado se achando canal. Por isso, desde que comecei meu trabalho como médium, sempre pedi provas aos guias. O pior é que quando a pessoa está sugestionada, até as provas que ela recebe são criadas pelos delírios, enfim... Vou acabar me perdendo aqui do assunto principal.... Como disse Jesus, pelo fruto de conhece a árvore. Então, basta avaliar o desenvolvimento psicológico-social-espiritual da criatura pra ter um diagnóstico mais preciso de como anda a sua psique. 

Voltando e aproveitando o gancho da auto sugestão, vou te dar uma dica sobre lidar com conflitos. O texto está grande, mas continue, é pro seu bem. Porque tempo pra ver linha do tempo do Face e pagar de iluminado e resolvido todo mundo tem, não é? Então, sente aí e leia... A auto sugestão, seja em que área da vida for, se manifesta mais comumente quando há fuga da realidade. E isso tem a ver diretamente com os conflitos internos. Se eu não lido bem comigo e com o que eu vivo, tendo, natural e quase inconscientemente, a criar mundos, realidades, fantasias. É o que eu estava falando sobre auto sugestão (prefudicial, porque tem a construtiva). Quando há fuga, há ilusões sendo criadas para abafar um conflito. Repetindo: Quando há fuga, há ilusões sendo criadas. 

Aí eu pergunto: Do você está fugindo? Por que você vive iludindo a si mesmo? Inventando coisa, criando expectativas demais? 
Eu respondo: Porque você está negando seus conflitos pessoais. E qual é a base de um conflito? A negação da realidade. A não aceitação de um fato, seja seu, do outro, da vida, mas geralmente é com a gente a coisa. 

Então, preste atenção aqui, pare de fugir. Doeu? Ótimo, há algo a ser curado e resolvido aí. Pare e preste atenção, e faça isso antes que sua mente já comece a inventar histórias. Sabe aquelas do tipo "Eu não me adapto nesse mundo porque vim das estrelas"... Você conhece bem esse conto do vigário, não é? E tem a outra "Eu sou diferente porque estou em missão extraterrestre". Aham... Tá, e eu sou o He-man e preciso desesperadamente derrotar o Esqueleto antes que ele domine Eternia. Ah, pessoal, vamos falar sério? Até quando as pessoas vão fugir de si mesmas? Todo mundo veio de algum lugar entre as estrelas, isso não é novidade. Agora, por que uns vivem no mundo da fantasia e outros não? Porque uns encaram a si e a vida na Terra, e outros fogem.

Até quando a gente vai precisar criar história pra não admitir que não sabe viver? Quem sabe de onde veio não fica fazendo propaganda disso. Quem vem de lá e é mais adiantado que a maioria aqui, não foge, pelo contrário, é resolvido, é feliz, está em paz consigo, ama ser humano porque sabe que quis estar aqui. Quanto mais evoluído, mais consciente, mais lúcido, e consequentemente, mais feliz. Quanto mais evoluído, mais atitude tem. 

Então, sem essa de “sou de um mundo evoluído” ou falando do modo geral da nossa sociedade brasileira e cotidiano, “minha mãe não me apoiou”, “meu pai nunca acreditou em mim, por isso sou assim”, "Nasci pobre" e por aí vaiNão, você é assim porque foge de si. Deixa eu escrever de novo, com alguns acréscimos compreensíveis e claros: Você é mal resolvido, infeliz e problemático porque ao invés de cuidar de si, se agarra às desculpas criadas pela sua mente para camuflar a sua covardia em encarar a si mesmo e se ver como realmente é.

Doeu? Quem bom, sinal que estamos indo bem. Ninguém cresce sem se encarar. Ninguém prospera sem se encarar. Ninguém se ilumina sem se encarar. Pare de fugir, antes que a vida te mostre que é precisa mudar! E você sabe que ela mostra daquele jeitinho bem amargo. Porque Deus não tolera corpo mole. Deus não tolera mimo. Deus não é como os pais de hoje em dia. A vida vai te virar ao avesso e te mostrar que é preciso crescer. 

Não porque ele queira te machucar, mas porque ele vai refletir aquilo que você mesmo está criando. E com isso te ensinar a vive, porque a vida educa a todos nós. E a coisa vai continuar ruim. Até o dia em que você aceitar que precisa se encarar.
Não tem nada a ver com o mundo, é com você o negócio. Não tem nada a ver com a família, é com você. Não tem nada a ver com o namorado (a), é com você. Pare de fugir! É com você o problema, o problema é você e sua cabeça e não os outros ou o mundo. Tudo é reflexo. E de quem? Seu, na sua vida, pelo menos! Então se não está indo, você está segurando. E outra, se estão sacaneando contigo é porque você não está aí para se posicionar e se impor. 

_ Ah, Vinícius, será que é meu Carma? 
_ Não, é a sua cabeça de bagre mesmo. Porque até para o Carma tem solução, então não tem desculpa. Desperte!

Encare-se. Vá lá no espelho, converse com você. Eu faço isso sempre. Se bote pra cima, perceba as coisas negativas que você acumula e ainda defende sem sequer perceber. Note-se, chega de auto negligência, pelo amor de Cristo! Reclama de Prosperidade, mas vive se auto sabotando, sustentando crença de pobre, com medinho de tudo, com um orgulho do tamanho de um estádio de futebol e depois acha que é azarado (a) e não merece prosperar, perguntando "Que mal fiz a Deus?". Tem nada disso, você é que se caga. Vou escrever sem pudores porque é cagaço mesmo que a gente faz em cima da gente e bota a culpa no mundo ou em Deus, que é pior ainda. Acha ruim que não arruma namorado, maaaaaaaas... Pra si mesmo, não se basta, porque não se tem. Aí precisa arrumar um infeliz pra tapar o buraco. E acontece é que ao invés de atrair, repele! Porque ninguém aguenta isso, só se for outro problemático. Aí ambos entram em fase, se conhecem e é aquela relação gostooooooosa (horrível)!

Assumir-se responsável é um passo decisivo para haver mudança de vida. Comece daí, E se doer algo, encare. Se está incomodando, encare. Se desce amargo, quadrado e rasgando, encare. Resolva, converse com seus sentimentos, se entenda, você está aqui pra isso. Não é orar e pedir socorro, porque as entidades tapam os ouvidos nessa hora, nem adianta ficar chorando pra eles. É com você que tudo se resolve. É em você que tudo encontra cura. E é através de você que as forças fluem para te ajudar. Nada acontece antes de você se encarar, se ouvir, se compreender e se modificar. É a sua felicidade que está em jogo, então, encare-se! Mude-se, transforme-se!

Crer é a chave!
Vinícius Francis

Para conhecer a nossa Loja Virtual e os cursos e trabalhos disponíveis, clique na imagem abaixo.

5 comentários:

  1. Já fui muito de fugir... Adiava, relutava e enrolava decisões e atitudes, somente alimentando uma "sofrência" inútil. Ultimamente, estou no "pá-puf"... Tem algo pra resolver, então vamos lá. O que posso fazer? Não posso? Então digo "fulano, não rola agora, mas segure um pouco aí, porque assim que eu tiver como, resolvo isso". Já fui de deixar algumas pessoas no "vácuo", mas ao perceber que odeio esse tipo de atitude, ou melhor, falta de atitude, mudei. Melhor encarar, fugir tá por fora...

    ResponderExcluir
  2. Kkkkkkkkkkkkk, rindo muito aqui, Vinícius! Mas é bem isso mesmo. Engraçado que eu estava falando justamente sobre isso nesse final de semana com o meu irmão. Todo cuida é pouco, pois a mente é muito criativa para encontrar fuga. Eu mesma estou numa fase de me encarar de verdade. Não é fácil, dá dor de barriga, dor de cabeça, vontade de fazer mil coisas nessas horas, mas não quero os mesmos resultados que venho tendo... Então não há outra saída. Se quisermos ter uma vida de verdade aqui na terra, o jeito é enfrentar. Parabéns por mais esse excelente texto!

    Abraços,

    Rosi.

    ResponderExcluir
  3. Gratidão, pelos comentários!
    Luz e Benção! :-)

    ResponderExcluir
  4. Ah Vini, que carinho, que verdades boas pra gente se tocar, né? E sempre com ótimo humor que lhe é peculiar. Muito agradecida por mais esse ensinamento meu querido irmão.haja luz!haja amor!

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.