segunda-feira, 21 de novembro de 2016

As causas da obesidade


Este é um problema enfrentado por um número cada vez maior de pessoas em todo mundo, a obesidade. E não são somente os adultos que sofrem com ela, o índice de obesidade infantil também é bem grande. Obviamente eu não poderia desconsiderar os maus hábitos de vida como o sedentarismo e a má alimentação sendo parte extremamente contribuinte para esse quadro, além de alguns problemas de saúde. Mas, meu foco aqui é falar do lado metafísico.

Primeiro que, a gordura em excesso é anomalia. Na natureza vemos alguns animais com índice de gordura corporal bem mais elevado que outros, mas não se trata de obesidade, mas de uma adequação da própria natureza por uma questão de sobrevivência e adaptação ao ambiente. A gordura os ajuda a se protegerem do frio, a armazenarem mais energia em circunstâncias de escassez alimentícia e a terem mais resistência no ecossistema em que vivem.

Porém, nos humanos, a gordura (massa gorda) em excesso não encontra funcionalidade, pelo contrário, cria problemas de saúde. A gordura excessiva no corpo é uma resposta a alguma dificuldade em lidar com emoções e isso tem várias vertentes. Por isso vou citar as que considero serem mais recorrentes:

Excesso de auto proteção e bloqueios emocionais – Pessoas que sofreram traumas, decepções, bullyings, tendem a se aprisionarem em si mesmas pelo medo da experiência da vida lhes causar mais sofrimento. E como a gordura é uma forma de proteção corporal, a vulnerabilidade emocional não trabalhada cria esses pseudos escudos como forma de proteger-se das agressões externas. A fuga de si mesmo, de seus conflitos e sentimentos mal resolvidos e das próprias fraquezas cria gordura excessiva no corpo.

Repressão do temperamento ou como falamos no meio metafísico, franga presa – A repressão da essência (alma) causa um acúmulo de energia criativa. Energia criativa precisa se expressar livremente. Quando acumulada, reprimida, negligenciada, tal força cria um estado profundo de frustração e insatisfação com a vida. E isso acaba se materializando, principalmente na região abdominal, por causa do plexo solar, que é nosso chacra criativo. Além de comprometer a energia sexual, gerando outras disfunções e anomalias. Sexualidade é a expressão do Ser, liberdade. Mas não é meramente o sexo, vai muito além disso. A repressão da franga pode causar distúrbios de obesidade abdominal por esses dois sérios fatores, além de outras deformações no corpo físico.

Vaidade moral – Quando queremos ser algo que não somos com o fim da aprovação alheia e convenções sociais nos agredimos terrivelmente. Deixamos de fluir na nossa dinâmica interior para entrar nos compassos alheios. Com isso, nossa energia não flui corretamente. E acaba sendo compensada em anomalias como o excesso de gordura pelo corpo. Costuma atingir mais a região dos seios (ternura da alma), pernas (instrumento de movimentação) e abdômen (emoções).

Má vontade/preguiça/mimo – De novo, a energia acumulada e negligenciada. Esse tipo de comportamento cria camadas de gordura. É muito comum o acúmulo de gordura nas pernas, porque as usamos para nos movimentar fisicamente, ou seja, quando não queremos nos movimentar, criar, produzir, ir em frente e enfrentar desafios, esse comportamento é refletido na região do corpo que tem a ver com os aspectos relacionados às nossas dificuldades interiores.

Por isso, o autoconhecimento e a boa vontade em gerenciar a si mesmo positivamente são sem dúvida as maneiras mais eficazes de manter uma boa saúde e se livrar de problemas com a obesidade. Até porque, uma pessoa que se ama e se cuida interiormente, também estenderá esses cuidados a hábitos de vida saudáveis. Porque o que se faz dentro é refletido fora, inevitavelmente.

Que o Amor nos cure!
Vinícius Francis


Ainda dá tempo de participar da promoção de lançamento do material PROSPERE do mês de Novembro e receber os dois brindes especiais que preparamos. Para mais informações, clique na imagem ao lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.