sábado, 30 de julho de 2016

Trabalhe seus medos


Sempre percebo o quanto o medo paralisa as pessoas. Existem dois tipos de medo, um que se manifesta com o fim de proteger a nossa integridade física, como por exemplo, o medo que sentimos de um animal realmente perigoso, de altura, de águas profundas, etc. Esses medos, dentro de um limite, ajudam a nos proteger de acidentes e se manifestam para garantir a nossa sobrevivência.

Agora, existe outro tipo de medo, que não nos ajuda, antes, nos restringe à vida. É um medo emocional, medo de viver, de ser quem você é, de ir atrás dos seus sonhos, de dar a cara a bater, de enfrentar desafios, de se impor, de se colocar no mundo, de ficar sem dinheiro, de não conseguir se virar na vida. 

Esse medo não é um instinto que visa proteger você de possíveis perigos, ele é produto das ideias que você nutriu ou recebeu em sua educação familiar, social, espiritual. Ele é opressor, te reprime, te fecha, te trava. Desse medo não precisamos, portanto é necessário trabalho constante para transformar isso em nós.

E não existe outra solução para o medo que não seja a ação. Atitude exterior e principalmente, interior. Quando tiver medo emocional, enfrente, ouse, arrisque, tente. Qualquer tentativa vale mais do que a estagnação. Porque ela nos confere aprendizado, já a estagnação, oferece frustração. E cá pra nós, chega disso, né? Trabalhe seus medos, não os negue, antes, entenda-os e acima de tudo, substitua em você as crenças que fazem com que esses medos se manifestem.

Que você tenha um excelente fim de semana!

Que o Amor nos cure!
Vinícius Francis 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.