sexta-feira, 29 de julho de 2016

A dúvida anula o seu poder


Pincelando sobre dúvida pra gente refletir nesta sexta. A dúvida anula o processo de criação, seja do que for. Quando você deseja algo e todo seu corpo se move emocionalmente, está criando-o. E o que você criou já existe numa dimensão de frequência mais elevada, não física. Os Elohim dão o nome de “pacote de criações” a esse fenômeno. Os Abraham, canalizados por Esther Hicks, nomeiam isso de “Vortex” (Vórtice).

O que você criou está ligado a você, embora esteja num plano superior de vibração não física, como que por uma espécie de cordão umbilical. E conforme você cultiva um estado emocional equivalente ao que sentirá na manifestação daquilo que você deseja, mantém o elo com a sua criação, permitindo que ela ganhe massa, gradativamente, até que se manifeste.

Você acelera as ondas quando cria, por isso sua criação surge em outra dimensão, onde a frequência é mais dinâmica. Mas, pra se materializar aqui, isso precisa desacelerar em termos de frequência, pra que ganhe matéria e venha para o lado da moeda onde você está. E pra que assim ocorra de forma harmônica, não pode haver dúvida, porque ela corta esse “cordão umbilical” que te une ao que foi criado por você mesmo.

A certeza, bem-estar, alegria, positividade, gratidão, tudo isso, alimenta o que você criou e torna o processo mais rápido. Já a dúvida, destrói o processo, porque ela é a total invalidação do seu poder criativo. Nosso poder de criação é extremamente grande, mas precisa de sabedoria pra ser administrado porque é por demais, delicado. Então pense nisso hoje, nada de dúvidas, nada de negativar o que você mesmo criou. Antes, alimente suas criações com energia positiva, porque a dúvida só vai fazer você andar em círculos.


Que o Amor nos cure!
Vinícius Francis 

8 comentários:

  1. Agradecida, estou aprendendo, estou criando, estou manifestando no meu agora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber disso, Vania! Prossiga assim, em força e positividade. :o) Luz e Benção!

      Excluir
  2. Olá Vinicius
    nossa não tem um texto aqui que não seja pra mim.rsrsr
    Tento sempre não pensar nas formas como irei conseguir as coisas. Tenho feito essa modificação. É bem dificil porque sempre vem as preocupaçoes e questionamentos do tipo: "-será que vou conseguir?"ou " Como que vai ser?" e como será que o que quero chegará até mim. Sei que devemos fazer por onde tbm. Esses acredito sao bloqueios que pelo que entendi foi o que vc explicou aí no texto. Ou seja, não pode haver duvidas!!! Temos que ter a ideia clara em nossa mente. Como nosso desejo chegará não devemos nos preocupar.
    **te enviei um email faz um tempo, não sei se vc ja teve tempo de ler**
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karla, que bom saber que os textos têm chegado em boa hora você. É como bem disse Jesus, é preciso vigiar nossos pensamentos pra que não nos sabotemos. Quanto ao seu e-mail, você me envia de novo, por gentileza? Porque eu posso ter respondido e não chegou pra você, aí eu fico sabendo qual é e te envio a resposta ou reenvio, ok? Luz e Benção! :o)

      Excluir
  3. Oi Vinícius, texto excelente como sempre!
    Tenho uma pergunta: os Abraham não seriam os próprios Elohim?

    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Oi Rosi, esta é sempre uma pergunta difícil de responder, porque de nossa perspectiva física, tendemos a enxergar o Universo não físico dividindo-se do mesmo modo como o nosso. Esther sempre deu uma interpretação do que seriam os Abraham que se assemelha muito a como eu compreendo os Elohim. Não sei até que ponto eles têm ligação, os Elohim e os Abraham, o que posso te dizer é que eles têm uma filosofia muito semelhante. E compartilham da mesma visão. :o)

      Excluir

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.