sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Estabeleça limite às relações


Vivemos num contexto rodeado de pessoas, seja em nossa família, no trabalho, na escola, enfim, o tempo todo precisamos lidar com seres humanos e nossas relações com eles. Obviamente, a troca que realizamos com nosso próximo nos enriquece muito e eu falo aqui de qualquer tipo de relacionamento. Porque com a convivência com os outros vamos nos lapidando, descobrindo nossas fraquezas e pontos fortes.

O envolvimento com o semelhante funciona como um espelho, através do qual podemos nos enxergar mais nitidamente. Porque é com as pessoas que iremos colocar em prática o que aprendemos, é através da constante troca que vamos poder confirmar nossa maturidade ou quem sabe, a imaturidade. Então, relacionar-se é muito bom, saudável e necessário para o desenvolvimento de nossa personalidade e de nossas potencialidades como espírito.

No entanto, isso tem uma parte perigosa. E é sobre isso que eu quero falar aqui. Enquanto eu troco com as pessoas, tudo bem! Agora, a coisa começa a desandar a partir do momento em que excedo no grau de importância e crédito que eu dou a elas. É nesse pontinho que nascem as relações de vampirismo, apegos, ilusões, paixões. Toda má relação só existe porque em algum momento a fronteira do respeito a si e ao outro foi ultrapassada. Se eu dou espaço demais, acabo sendo invadido por opiniões, energias, conceitos, que se eu adotar e abraçar, vão atrapalhar seriamente o meu fluxo de vida pessoal.

Isso aí é bem família, não é?  Um opinando e se intrometendo na vida do outro, tudo porque ninguém colocou os limites necessários e até saudáveis. Depois surgem as brigas, os conflitos e os problemas sérios entre as pessoas, como consequência do desrespeito ao espaço (autonomia própria) que é do outro. Da mesma forma para com a nossa vida, por imaturidade, acabamos permitindo que os demais invadam âmbitos pessoais que são muito íntimos. 

Espere aí, sabia que existe um limite que é preciso respeitar? Nossa vida é algo importante e precioso demais pra deixarmos os outros se intrometerem. Preste atenção em você, vigie-se e abra os olhos da consciência para ver melhor a quem você está dando acesso à sua intimidade!

Porque as pessoas são universos e seres repletos de energias. E não saber impor limites às relações pode gerar sofrimento. Se você quer ser livre, então pare de dar satisfação aos outros do que você faz, da mesma forma, pare de se intrometer na vida deles. Deixe-os serem quem são e fazerem aquilo que desejarem. Não é problema seu. O que nos pertence é a nossa vida, nossas coisas e o próprio mundo. Trocamos, acrescentamos, somamos através das relações, o que é bem diferente de um metendo o dedo no contexto pessoal e íntimo do outro.

Isso é desrespeito, falta de educação para consigo e para com o seu próximo. Se você não souber limitar a si e aos outros nesse aspecto, logo o seu sucesso, a sua prosperidade e felicidade poderão ser comprometidos. Porque o nosso caminho de vida quando está infestado por energias alheias, não flui legal. A energia dos outros, por melhor que possa ser em determinados casos, não serve pra fazer nossas coisas andarem. A nossa sim, é necessária e indispensável para que tudo dê certo. 

Então, pra gente fechar, amor é liberdade, permissão e desapego. E relações baseadas nisso são excelentes. Dê espaço aos outros, respeite-os e faça o mesmo consigo em relação a eles. Você verá que com essa simples atitude construirá ótimos relacionamentos, sem cobranças, ciúme, apegos e ilusões.

Seja Feliz! 
Vinícius Francis 

"Espiritualidade & Iluminação da Terra" é um estudo em áudio sobre vários assuntos que envolvem a história espiritual do nosso planeta, nele eu abordo temas de extrema importância para o caminho de ascensão individual e coletivo. Clique na imagem para conhecer os assuntos abordados nesta aula. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.