domingo, 8 de novembro de 2015

A humanidade precisa quitar a dívida primeiro - Parte 01


Nos últimos meses conversamos muito sobre Espiritualidade no que se refere à situação de nosso planeta. Puxei aqui um estudo sobre a nova Terra e toda essa transição que vem ocorrendo. Obviamente, a gente pincela o assunto porque o tema não cabe em alguns textos ou áudios. É muita coisa pra ser estudada. E se queremos uma compreensão justa da vida e lúcida, o que é mais importante, é preciso buscarmos o conhecimento, devorá-lo, eu diria.

E estudamos sobre o Carma da Terra e a dívida com a luz, por causa de Jesus, por exemplo. O ser que desceu aqui com o objetivo de nos mostrar o caminho da solução foi negado, humilhado, machucado e por fim, morto e exposto publicamente como um herege, comunista, rebelde, incitador da desordem social e política. Pois bem, estamos aí até hoje sob a consequência dessa magia negra.

Deixa eu explicar rapidinho: Na magia negra (algumas) você pega um bichinho inocente (uns específicos pra isso) e oferece como sacrifício a um espírito maligno, uma entidade específica em troca de algo, dependendo do seu pedido. Aí, algo que pertença à vítima (pessoa a ser atingida pela magia) precisa ser adicionada ao ritual, pode ser cabelo, roupa, enfim, tem várias coisas que servem. E o mago responsável faz os procedimentos e executa a coisa dentro de outros princípios para que o feitiço funcione. Um ingrediente importante nesse caso é o ódio. Claro que não vou entrar em detalhes cruciais para o sucesso desse tipo de magia negra, Deus me livre ensinar isso a vocês.

Pois bem, mas o que isso tem a ver com Jesus e sua morte? Tudo. Foi a maior magia negra feita pela humanidade nas última eras. Pegaram um ser em seu estado mais conectado com a fonte e o sacrificaram para que o “status quo”. fosse mantido. E seguiram todos os procedimentos importantes na magia negra, colocaram ódio (bastante), revolta e tudo mais de ruim, provocaram muita dor no ser oferecido como sacrifício (Jesus), derramaram o sangue dele em nome de Roma e da religião. Os mesmos procedimentos de muitos rituais negros que ainda temos até hoje, infelizmente.

E no processo da magia negra, na transferência do magnetismo, a dor da criatura oferecida e torturada é enviada à vítima, por isso que muitas vidas são destruídas dessa forma. Com Jesus foi a mesma coisa, toda dor provocada nele em nome da Sociedade para que se mantivesse tudo do jeito como estava foi usada para que o objetivo fosse alcançado. E assim se deu. Sim, alcançou, porque estamos vendo até hoje o mesmo sistema dominando a sociedade humana no mundo inteiro.

Ok, mas e o preço dessa dor? Pra quem foi? Pra quem o condenou, ou seja, o povo, a religião e os judeus. Gente, é muito sério isso que eu estou escrevendo aqui. Muito sério mesmo. Se você ler os relatos da história dele que permaneceram acessíveis e intactos, vai entender o assunto melhor.

E magia negra tem preço e quem é responsável paga, inevitavelmente paga. O povo vem pagando desde então, entra século e sai século a humanidade está sujeita a um sistema escravo, duro, difícil. Nada prospera como poderia, nada melhora, nada anda como deveria andar. A humanidade avança tecnologicamente, mas espiritualmente, nem vamos comentar, né? A religião também está com o preço dessa magia nas costas, contudo ainda cresce e domina as massas porque se aliou ao governo.

A igreja católica lidera a comitiva, se vendeu no primeiro século e mais tarde, matou em nome de Jesus Cristo. Pois é, espiritualistas como eu, foram mortos aos montes por dizerem coisas como estas aqui, que eu escrevo agora. Jesus virou mártir religioso, adaptado ao sistema deles, porque a sua fama cresceu tanto no primeiro século que a única forma de controlarem a rebelião em nome da verdade era “trazendo” Jesus para a igreja. E Pedro “virou” papa, Maria (mãe de Jesus) virou a mãe de Deus e Jesus, era agora o grande representante do cristianismo, que na verdade foi criado e é sustentado até hoje às custas de seu sangue e sofrimento.

Mas, pra que isso pudesse chegar onde chegou foi necessário matar todos os representantes dele que ainda estavam vivos, porque estes jamais aceitariam fazer parte desse sistema que só queria dominar a tudo e a todos. E o governo ficou de bico fechado, apoiando a igreja porque tê-la como aliada mantendo o povo cativo na ignorância era conveniente. E é até hoje. Ou seja, não é o preço apenas da morte e sofrimento de Jesus, foram muitos os sacrificados brutalmente me nome desse sistema humano corrupto.

E desde então, a religião carrega esse peso que segundo a própria Bíblia, livro usado pra manter o seu poderio, será cobrado com juros, num tempo que não está longe. E foi por isso que eu a abandonei, porque descobri essas verdades e não quero fazer parte de algo que está sujo até a cabeça. 

E os judeus que estavam entre a multidão que entregou Jesus à morte? Pagaram também. Porque Pilatos deixou a decisão na mão das pessoas, que inclusive foram abençoadas por Jesus de diversas maneiras. Os judeus pagaram caro. Muito caro. Quem estudou sobre o holocausto sabe disso.

E por que a Espiritualidade não os livrou? É só voltar no primeiro século e descobrir o porquê de todo o sofrimento e perseguição contra os judeus. O mesmo sacrifício ao qual sentenciaram Jesus, retornou a eles. E foi duro, muito difícil isso. Pois é, você pode estar um pouco chocado ou surpreso com o que está escrito aqui, mas é a mais pura verdade.

Primeiro eles ouvem a palavra da verdade, depois são curados e abençoados ricamente com os poderes divinos, fruto do alinhamento de Jesus com o “Pai”. E depois, já com essa dívida nas costas, por receberem tanto sem darem nada em troca, ainda causam todo aquele sofrimento a ele. E pra piorar ainda mais, empurram isso pra debaixo do tapete e cultuam-no hipocritamente até hoje, mas se esquecem de que o peso de sua dor e a energia terrivelmente maligna criada pelo sofrimento “injusto” dele, pesa sobre todos eles. Sobre a matrix e cada uma das religiões e sobre o povo também. Resumindo, sobre a humanidade inteira.

E temos uma humanidade em transformação tecnológica que custa muito à natureza, que outrora comeu da 'árvore da ciência', conforme a história simbólica de "Adão e Eva", que carrega ensinamentos verdadeiros que respondem muitas questões atuais. Resolvendo problemas criando outros problemas piores. E onde isso vai dar? No paraíso e no avanço do planeta? Não. Não é pra essa direção que a escolha do homem aponta no momento. 

O mal puxa o mal, a humanidade vem construindo o seu terreno e perpetuando-se em cima de sofrimentos. E isso tem um preço. E estamos pagando. Energia densa em cima de energia densa e só alguns poucos, muito poucos mesmo, estão se livrando dessa dívida à medida que entram pelo portão estreito que conduz à vida, como Jesus ensinou. Olha, vamos continuar esse assunto no próximo texto, senão fica grande demais. Precisamos de conhecimento e de verdade. Esta é a receita para a nossa libertação definitiva e nosso progresso. 

Haja luz!
Vinícius Francis 

"Plenitude" é o livro canalizado de Palas Athena, lançado recentemente aqui no blog. Nele, a Mestra imprimiu de forma didática ensinamentos grandiosos sobre Espiritualidade, abrindo-nos a consciência para a realidade de muitos âmbitos do Universo não físico, além de nos banhar com sua Sabedoria que nos aponta sempre o caminho da Excelência, instruindo-nos a viver no Bem, em verdadeira Plenitude. Clique na imagem ao lado e tenha maiores informações sobre este material. =] 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.