sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Pra que serve a Espiritualidade?

Eu quero conversar com você sobre Espiritualidade. Afinal, pra que ela serve? Aliás, você sabe o que é Espiritualidade? Muitos atribuem inevitavelmente essa ciência divina a espíritos ou algo ligado ao oculto. Claro, essas coisas estão inclusas também, obviamente. Mas o verdadeiro significado de espiritualidade vai além de tudo isso.

Eu poderia resumir numa só palavrar, viver. E viver pautado em quê? Nas leis do espírito. Calma, vou explicar tudo isso. Nós temos uma parte menor e uma maior, sabia disso? Quando viemos ao mundo físico foi como se uma parte de nosso ser divino se separasse (parcialmente) do restante, formando sua extensão física, isto é, a nossa pessoa aqui, carnal. Ou ego. Essa outra parte, que é grande, muito grande e invisível a nós agora, permanece do outro lado da moeda, numa realidade inacessível aos nossos sentidos humanos. Até aí, tudo bem!

Agora, quanto à Espiritualidade, ela nada mais é do que a integração de uma parte com a outra, mas tem que ser proposital. Claro que ainda estamos conectados a ela, não podemos nos desconectar totalmente, até porque é a força que vem dessa parte que nos mantêm vivos. No entanto, no tocante às intenções, padrões, valores, crenças, sim, na maioria das vezes, estamos desconectados, infelizmente. A prova disso? Olha em volta, no mundo, dê só uma olhadinha. Você acha que as pessoas estão conectadas, digo, a maioria? Claro que não!

Agora olhe pra sua vida, o que você vê? Frutos, crescimentos ou conflitos e sofrimentos (rimou)? No primeiro caso, a manifestação de boas coisas e progresso constante implicam em conexão com essa maior parte. Já no segundo caso, o contrário. É, sinto muito, mas só vive realmente “na” Espiritualidade quem está produzindo frutos e crescendo, cada dia mais.

É a verdade. E aceitar isso é crucial para fazer a conexão e integração que citei no começo, é indispensável para mudar. Porque as intenções dessa maior parte são sempre boas. Ou você acha que seu espírito planeja algo de ruim pra você? Não, essas intenções não podem vir de uma parte que é puro poder e amor incondicional. 

O ruim vem da confusão do ego, o ruim brota das escolhas ignorantes dele, de suas crenças e seu viver distorcido em relação aos padrões de Deus. É pra isso que serve a Espiritualidade, pra te fazer voltar aos padrões originais, fazer você pensar como sua maior parte pensa, sentir como sua maior parte sente e viver como ela vive. E como é esse viver? Em plenitude, felicidade, paz, harmonia, amor. Pronto, esses são os estados constante do espírito.

E agora, vem a pergunta: Vivemos assim? Não. Por que não? Porque não caminhamos em conformidade com ele (espírito). Estamos (como humanidade) voltados mais pra outras coisas, família, sociedade, mundo moderno, nossos anseios e buscas frenéticas pelas soluções dos problemas. E ao fazermos isso, violamos o princípio básico, que é buscar o Reino (integração com o espírito) em primeiro lugar. Porque se fizéssemos isso, o resto seria garantido. Só que o contrário é muito mais praticado. E os resultados quais são? Nem precisaria responder. Você sabe bem.

São os problemas na saúde, os relacionamentos que são uma decepção atrás da outra, o dinheiro que não melhora e principalmente, a alegria de viver e a felicidade que nunca chegam. Felicidade chegou a ser em nosso mundo atual uma utopia. E de fato é, porque do jeito que a sociedade vive, realmente felicidade é uma ilusão, nunca será alcançada. É preciso conectar-se à base que nos trouxe aqui, só assim haverá sentido pleno. E é o sentido pleno que nos confere felicidade.

Ah, não sabia? Pois é, não sabe porque você deve estar procurando esse sentido no mundo, nos seus sonhos, nas naves lá em cima, nos planos cósmicos dos extraterrestres. Mas ele não está em nada disso. Agora, resta-nos saber se as pessoas vão parar de se iludir, não é? Porque tomar consciência dos erros e das ilusões é uma coisa, já fazer algo pra mudar isso é outra, bem diferente.

Então, pra que serve a espiritualidade? Em última instância, seria pra te fazer feliz, pra te dar a alegria que você tanto quer e sempre acha que encontrará quando o namorado (a) aparecer. Pra te dar paz, aquela que você espera vir da situação financeira confortável. Pra te dar motivação, que você nem sabe mais o que é, né? Porque vive-se sempre esperando o outro fazer algo, o meio se movimentar pra que algo melhore a nível pessoal. Pra te dar paciência, convicção, que te falta nos momentos onde você precisa saber esperar o tempo certo de algumas coisas. Sim, elas têm tempo certo. A semente precisa de tempo pra crescer e virar árvore.

E a espiritualidade ajuda a gente nisso, a saber o fluxo das coisas, a aguardar até que os frutos estejam tenros e maduros. Quando a conhecemos e nela vivemos, por mais que ansiemos pelas coisas, sabemos ficar de boa até que elas venham. Sabemos acalmar nossas emoções e não deixar de crer. Temos força, coragem, boa vontade, ao vivermos fundamentados na Espiritualidade. Porque ao nos conectarmos com a maior parte, somos nutridos, preenchidos. Você não vive assim? É porque não está conectado.

Vive dando a desculpa que é só uma fase ruim, mas ela já dura anos e quem sabe, décadas! Pare de se enganar, você não está conectado, só se tapeia com isso porque o seu ego te ilude com essa mentira, pra te manter preso na zona de conforto. Meu caro, as coisas não melhoram? Você não está conectado. Pare de se justificar na crise, sua maior parte não está em crise, você sim. E precisa mudar, necessita se conectar. E caminhar na espiritualidade.

Quem vive em conflitos não está na espiritualidade. Quem vive tomando a “dipirona” daqui e dali, precisando dia após dia de alguém para o puxar pela mão e assim poder ficar um pouco mais motivado, não caminha na espiritualidade. Quem faz mal a si mesmo, mantendo-se em relações infrutíferas, obrigando-se a viver como não quer pra agradar terceiros, escondendo-se em si mesmo por medo da vida, não está na espiritualidade. Quem fica mais conectado “lá em cima” do que com as coisas desta vida agora, não está na espiritualidade. Essa choca né? Pois é, tem muita gente assim, usando os espíritos como fuga de si mesmo. Não está na espiritualidade. Porque se veio aqui é porque queria ser humano e viver esta vida. Então, está fora dos planos originais, porque a cabeça vive em outros mundos. Isso está errado.

E como é a verdadeira espiritualidade? O viver feliz, motivado, sempre buscando o bem, produzindo frutos, crescendo, ampliando os horizontes, subindo degraus, cada dia mais pleno, mais cheio, mais de bem com a vida e consigo mesmo. Porque o meu fardo é leve e o meu jugo é suave, já dizia Jesus. Nisso aí a gente já entende tudo o que precisa entender.

Seja feliz!

Vinícius Francis 

Se o assunto é Espiritualidade, sugiro a você o livro PLENITUDE, de Palas Athena. Nele, a mestra nos guia através de ensinamentos profundos a uma conexão pura e verdadeira com a nossa maior parte. Este material vai abençoar muito o seu caminho. Clique na imagem para saber mais. =] 

Um comentário:

  1. Belíssimo texto, Vinicius!
    Muito elucidativo e que nos faz pensar pra caramba, pois quase nos dá um nó na cabeça.
    Grato!!!
    Marcos Freitas

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.