segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Curando-se da preocupação - Parte 02

Nosso primeiro texto sobre preocupação veio para elucidar você acerca do assunto e mostrar como ela age em nossa vida, em nosso ser e corpo físico. É literalmente uma corrente de energia que nos abraça e nos amarra, pondo-nos num estado de que algo vai acontecer de ruim. E isso gera um estresse profundo, doenças e mais, gera a paralisia do fluxo positivo das bênçãos.

Porque a energia que deveria estar nos empurrando pra frente e fazendo prosperar nossas coisas e objetivos está voltada para nos proteger do perigo que criamos ao nutrir a preocupação. E se algo nos ameaça esteja certo de que todo o nosso sistema se colocará em alerta. Pense num animal que se sente acuado, ele não fará coisa alguma a não ser se proteger e permanecer parado, num canto, até que o perigo se afaste. Não tem como ele fazer qualquer outra coisa enquanto tiver a sensação de que há algo ameaçando-o por perto. E assim somos nós, vítimas de nossos medos e tensões acerca de tudo. O que nos tenciona e nos lança na preocupação não é outra coisa senão o medo.

E por isso eu disse no último texto, só a fé no Bem pode curar a preocupação. Se você não estiver disposto a mudar a sua visão da vida e sua perspectiva acerca das coisas, melhor nem perder seu tempo lendo o resto desse texto, porque não vai resolver nada. Bom, suas crenças constroem um padrão energético interior. E a partir desse padrão serão realizados todos os seus atos e comportamentos diante da vida, do mundo e das pessoas.

Quando você sustenta a crença no mal e acredita que forças ocultas negativas trabalham contra você e seu sucesso, pode ter certeza, você será uma pessoa preocupada. Até porque é muito difícil combater aquilo que não podemos ver ou compreender. É muito tenso lidar com uma realidade invisível que pode nos atacar de todos os lados. Mas, existem de fato essas forças negativas que intentam contra nosso melhor? 

A resposta é a seguinte: Você quer acreditar que elas existem? Pra você, elas existem? Elas têm força? Porque não interessa se de fato elas existem ou não, o que importa é se você crê nelas, pois é com a sua importância, é com o seu crédito que tais forças encontrarão acesso a você. Existindo ou não. Se você crê, você cria. Se você não crê, ainda que existam lá fora, não farão parte do seu mundo, porque a sua descrença não as permite “ser” para você algo real.

Estou dizendo isso porque a sua realidade é criada por você. Não importa o que outro vive e se ele é assaltado todos os dias, por exemplo. Ele está criando isso. E isso só vai ser motivo de tensão e preocupação pra você se acreditar que, assim como ele, está vulnerável a tal. Assim é com a falta de dinheiro, assim é com problemas de saúde ou nos relacionamentos. Só pode vir pra mim o que eu considero ser provável ou possível, segundo os Elohim. E se eu creio no Bem e somente nele, tem jeito de eu temer algo de ruim? Não. 

Se eu vivo o meu hoje com confiança e entrega ao poder do Universo que me supre de tudo, tem jeito de eu viver tenso com medo de faltar algo ou de não dar certo meus empreendimentos? Não. Percebe? É com suas crenças que você constrói seu padrão interno. E isso é imutável, pelo menos até o momento em que o Criador quiser alterar suas leis. Há mais que precisamos conversar sobre esse tema e continuamos na parte 3.

Seja abençoado!
Vinícius Francis 

Este trabalho é uma obra recente do blog. Nesta aula em áudio, eu ensino sobre a magia que cria todas as coisas, resolve todos os problemas e abre todas as portas. Aprenda sobre o funcionamento correto da lei de Deus que, se aplicada, transforma todas as coisas. Click na imagem e acesse.

Um comentário:

  1. oi Francis, adorei seu tema e ensinamento. É assim que ajo, não podemos cocriar nada que não desejemos, então, como eu já prego e falo, há mil anos, a força do pensamento, e da palavra, é tudo....Somos o que pensamos, falamos, e comemos, não é? gratidão....

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.