domingo, 25 de outubro de 2015

Curando-se da preocupação (Parte 01)

Hoje eu quero conversar com você sobre algo que afeta a nossa humanidade, principalmente nesses dias modernos, a preocupação. As inseguranças e instabilidades emocionais nos submetem a esse famoso estado que reflete tensão relativa a algo no amanhã.  Preocupação nada mais é do que você ocupar a sua mente com alguma coisa que não aconteceu ainda. É viver na ilusão de futuro, dos chamados “e se”. Lançamos nossas fichas a respeito de algo, no entanto, nossa mente fica presa no assunto, tentando de alguma maneira, segurá-lo.

É uma atitude em grande parte, inconsciente. Não agimos assim de propósito, é o nosso medo, a nossa insegurança que nos lança nesse estado e simplesmente nos tira da paz e do conforto pra viver o agora. Porque se eu vivo preocupado com alguma coisa ou situação, as minhas forças estarão voltadas para a questão, e com isso, o meu foco no agora, dançou. Mas, o que se esconde atrás da preocupação e qual é a sua causa?

Boa pergunta essa e a resposta é melhor ainda, a preocupação tem sua base na falta de fé. É a crença no errado e no mal, disfarçada de cautela. Afirmamos que é só por precaução e cautela que estamos preocupados. Até falamos que sentimos isso porque amamos, quando estamos preocupados com alguém. Só que na verdade, a preocupação esconde a nossa dificuldade de acreditar e confiar de forma positiva. Se eu acredito no Bem sobre uma pessoa, não tem porque eu me preocupar com ela. Se eu creio na solução de algo em minha vida não tem motivo pra eu me preocupar com aquilo.

Se eu faço isso é porque no fundo não estou certo da solução positiva. Se eu não consigo entregar uma causa à vida e deixá-la a cargo do amanhã é porque eu não confio genuinamente nas forças cósmicas. Por isso a minha tensão mental tenta segurar a coisa, não solta, trava e assim eu ponho o meu sistema num estado de alerta mental, que não é outra coisa senão preocupação.

A pessoa preocupada é desinquieta, aflita, tensa, não consegue relaxar porque a mente está em estado de alerta, pois acredita que há algo ameaçador, acredita que alguma coisa possa dar errado. É como se a pessoa se preparasse para o pior. Numa ansiedade que consome nossas forças e tira de nós o poder que resolve tudo. A preocupação é responsável por várias doenças e distúrbios no corpo físico, pode causar insônia, falta de apetite, dores de cabeça, distúrbios intestinais, podendo se transformar em doenças sérias.

A tensão que gera esse excesso de energia mental pode inclusive afetar os cabelos e eis uma das causas da calvície, tanto feminina quanto masculina. Sem dúvida há cura metafísica para a preocupação excessiva e esta se chama fé, no Bem, fé polarizada em crenças favoráveis ao melhor de cada situação, confiança e entrega. No entanto, vamos ver isso no próximo texto, onde vou ensinar você a lidar com a preocupação num processo de reeducar a mente e se colocar num estado emoção mais confortável e permissivo, afinal, queremos e merecemos ver boas manifestações em nossa vida.


Seja abençoado!
Vinícius Francis 


Click na imagem acima e acesse nossa loja virtual

Um comentário:

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.