sexta-feira, 4 de setembro de 2015

E conhecereis a verdade e ela vos libertará



Hoje a gente vai conversar sobre uma questão que, quando for resolvida genuinamente, vai mudar o nosso planeta. Porque vivemos uma espiritualidade baseada no "conta gotas", doses minúsculas de conhecimento, alimentadas pela fantasia do "eterno melhorar". Porque desde que o mundo é mundo tudo está melhorando, então, até aí não há nenhuma novidade. Crescemos como civilização e avançamos tecnologicamente e claro, intelectualmente podemos até dizer que demos um passinho a frente. A humanidade de antes era muito menos educada que a de hoje, embora não exista infelizmente uma contrastante mudança, quando comparamos o homem moderno e seus comportamentos mais profundos e impulsivos com os antigos habitantes da Terra.

O que nos diferencia de milhares de anos atrás é que agora andamos com o celular na mão, um incrível aparelho que nos conecta a tudo e a todos. Por isso eu digo que estamos melhorando desde o dia em que a humanidade veio pra cá. Agora, quando o assunto é mudança, aí o bicho pega né? Porque isso não aconteceu ainda. Não, não aconteceu. E é sobre isso que vamos conversar aqui hoje, sobre a única coisa que pode mudar o mundo, a verdade

Quem conhece os ensinos de Jesus, vai se lembrar da frase: E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. Pois então, só quando a humanidade tiver verdadeiramente uma experiência com essa dita verdade é que haverá a tão sonhada mudança e transformação global. Enquanto isso não acontecer, lamento informar, mas não vai mudar nada. Vamos continuar só "melhorando", uma gotinha aqui, outra ali e assim seguiremos adiante. Entra ano e sai ano, o mesmo sistema, porque obviamente, ele é mantido pelo paradigma. E se esse não mudar, então, não tem como o restante se modificar. 

Por isso esse assunto de intervenção do comando estelar/galáctico ou o tão assuntado "Reset financeiro" na verdade não passam de ilusões oferecidas às pessoas como meio de alimentar nelas falsas esperanças. Para que, agarradas às tais, as mesmas não procurem pelo caminho do crescimento interior para então, resolverem os seus problemas. E qual é esse caminho? A verdade, não tem outro. O contrário dela é o quê? A mentira. Não tem terceira opção, ou você vive pela verdade e se liberta por ela ou se manterá atrelado à ilusões, que são mentiras, fantasias, sem fundamento algum no quesito "leis cósmicas". 

É só questão de raciocinar, se tudo vem por atração, como pois, pode ser possível, que algum ente espiritual venha até nós e cause alguma mudança, se os que estão aqui não se encontrarem numa frequência que permita isso? Impossível, não é? Mas o povo continua esperando, até porque a esperança é sempre a última a morrer. Só que uma hora morre. E quando morrer, o que vai restar? O desespero. Pois bem, talvez ele seja útil pra despertar os seres humanos. 

E quando falo de "humanos" não me refiro somente aos ignorantes da matrix, falo também dos ditos "espiritualistas". Pois eles, ao parecer do perfeito entendimento da verdade, ainda são tão ignorantes ou mais do que os outros (do sistema) porque já ouviram algo. Foi dito a eles, os da matrix sequer têm consciência do que estou conversando com vocês agora. E os espiritualistas? Sim, eles sabem, pelo menos intelectualmente. Mas a maioria não pratica, por quê? Porque ouviu, mas não entendeu e se não entende não produz frutos. E aí não muda nada. E além de não mudar nada oferece "nada" pros outros. E a gente segue no "conta gotas".

Mudar mesmo é só quando conhecer a verdade. E que verdade é essa? Você é uma centelha. Essa é a verdade. Mas, mesmo falando assim, claramente, ainda não houve real compreensão do que é isso. A centelha é como se fosse uma célula de Deus, na qual há toda informação acerca do Criador, todo o seu poder, toda sua sabedoria, toda sua essência e seu Amor. Tudo o que há em Deus, está em todos nós. A partir disso, você, agora consciente, sabe que cria a sua realidade, sendo que tem todos os potenciais para isso. Ponto final. Mas leva um tempo pra mudar tudo, não é da noite pro dia que se transforma uma realidade. No entanto, algo precisa estar sendo feito agora que você já sabe que cria. 

Pronto, acabei de revelar a verdade, nua e crua, aqui neste texto. E eu pergunto: Você entendeu? E você responde intelectualmente: Sim, eu sou parte de Deus, compreendi o que está sendo passado. E eu prossigo: Ótimo, agora, já que entendeu, levante-se, transforme a sua vida. A seguir disso, liberte outras pessoas, mude o planeta ou ao menos faça algo em prol disso. Aí, o indivíduo se cala, abaixa a cabeça e vai embora. Porque não vai fazer nada disso. Justamente porque ouviu, mas não entendeu. Ouviu, só que não vestiu, não acredita, não aceita que é essa a verdade.

Porque aceitar vai fazer com que ele tenha, inevitavelmente, que se reformular como pessoa, totalmente. Vai ser necessário se virar de cabeça pra baixo, sacudir tudo até que todo o lixo caia, pra depois estar limpo pela verdade e por ela também, apto a fazer o que precisa ser feito. Então, vamos todos fazer de conta que não ouvimos e continuar vivendo do mesmo jeito, no programinha mental religioso e social que nunca vai nos fazer verdadeiramente livres. 

Que tal? Vamos prosseguir ouvindo mensagem bonita de "espíritos" e lendo textos que só fazem a gente andar em círculos, onde terminamos a leitura tão ignorantes quanto éramos no começo dela. Porque muita canalização aí é lorota, é só pra encher linguiça, não tem nada de luz. Eu sei que vou levar pedrada por falar disso assim, claramente, até porque eu também sou canalizador, mas, é a verdade e eu digo sem medo, pago o preço numa boa!   

Aí ficamos nessa onda ilusória de nova era, entra ano, sai ano e nada se aprende. Porque mesmo os verdadeiros trabalhadores da luz também precisam, infelizmente, continuar falando da mesma coisa. E os demais protestam: Nossa, os mesmos assuntos de novo! Pois é, mas há milênios só se fala da mesma coisa, meu caro! E a menos que se entenda o que estão tentando incansavelmente passar, prevejo mais alguns milênios aí, pela frente, onde serão ensinadas as mesmas verdades. Talvez com outros vocabulários, mas a essência, será a mesma. 

E quando se aceitar a verdade, o que acontecerá? Tudo vai mudar Acabou fome, acabou miséria, acabou injustiça, acabou corrupção, violência. Reclamam tanto disso por aí, a solução está sendo oferecida. E quem quer? Os que aceitam mudam suas vidas, os que não aceitam abraçam o restante da humanidade no paradigma de Tomé, o "ver para crer". É por isso que estão querendo naves, porque no fundo eles não acreditam em nada disso, precisam ver pra realmente aceitar. Porque se acreditassem já tinham mudado tudo, se de fato os "espiritualistas" (digo uma enorme parte) fizessem uso da verdade que estão ouvindo há anos já teriam experimentado em suas vidas a realidade da nova era. 

A nova era, não é o que povo está achando aí, onde num simples passe de mágica, se resolve tudo. Ela é uma realidade criada pelas centelhas, agora. E quanto mais centelhas se unirem nisso, mais essa realidade ganhará proporções maiores até que todo o globo terrestre esteja vivenciando isso. Mas depende de algo pra isso ser real. E que algo é esse? Nós, pois é, somos nós.  

Com o andar da carruagem, chega-se à conclusão de que, na verdade, a maioria só mudou de religião, a ignorância é a mesma. E esse movimento espiritualista aí, em grande parte, é só mais uma religião se formando, cujos Deuses agora não sentam mais em tronos, e sim, andam em naves. Tirando isso, ainda permanecemos na mesma realidade espiritual de dois mil anos atrás. 
E quando vai mudar? Respondo e termino o texto, com o título da mensagem: E Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.

Seja feliz!
Vinícius Francis 

E já que o nosso assunto é conhecimento e crescimento interior, quero te sugerir este guia, o Manual do Bem Viver, que contém muito disso que falamos aqui, com diversos assuntos importantes, aprofundados numa linguagem acessível. Clique na imagem ao lado e saiba mais sobre este material e como adquiri-lo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.