quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Pare de trabalhar contra a sua felicidade


Agora é o momento do papinho evolutivo aqui comigo. É a hora da reflexão. Nesses últimos dias eu estava meditando sobre algumas coisas que os Elohins e os outros espíritos nos ensinam e fiquei falando a respeito com a Márcia (quase uma palestra, aí ela ficava me olhando com aquela cara de “Nossa, como esse cara fala”) e também em determinados momentos onde eu paro para pensar em tudo o que aprendo, na observação das experiências de minha vida.

Porque a gente aprende é observando, eu presto atenção e procuro absorver a partir de algo vivido um comportamento diferente, de acordo com os resultados que obtive. E como tivemos uns bons dias onde nossos amigos não físicos nos banharam do Bem, acho que é preciso dar aquela paradinha pra refletir com você, caro leitor. Porque eles sempre enfatizam o estado de permissão, no qual precisamos estar se desejamos ter uma vida promissora e feliz.

Mas, tem que entender esse estado né? E é por isso que venho aqui para que eu e você compreendamos juntos. Aí entra o “prof” (Ainda é “prof”, porque “tio” é só depois dos trinta) pra destrinchar a coisa, pra ficar ainda mais claro. Se você não souber como fazer jamais fará algo com o sucesso merecido e almejado.

Eu sei que temos que cultivar uma energia positiva, mas não tem jeito de fazer isso sem mexer em nós, é impossível. Então, se prepare porque agora eu vou descer a palmatória. _ Ah, lá vem você Vinícius, pegar no meu pé! _ É, ainda bem que estou aqui pra te mostrar as coisas, porque olha, dá pra contar no dedo os blogs bons que realmente se preocupam em oferecer algo funcional para seus leitores. Eu mesmo conheço pouquíssimos de uns amigos especiais que ganhei da Vida.

E eu não vou ficar aqui nesta página te iludindo com promessas de um mundo ou de uma vida maravilhosa, onde as energias da transição farão com que tudo mude, assim magicamente e que tudo, por si só, vai se ajustar perfeitamente. E tampouco fico justificando suas fraquezas e limitações na ideia de que somos vítimas de um “governo oculto” que não permite que nossa humanidade progrida. Olha, que tem coisa ruim por aí não é novidade, agora, se há dominadores é porque há também os domináveis. E se há opressores pelo mundo é porque existem pessoas fracas, que se deixam levar e se permitem ser manipuladas.

Estou aqui pra te dizer sim, que há um demônio perigosíssimo rondando você e que pode realmente te destruir e ele tem vários nomes. Nossa, Vinícius, me diga, por favor, qual é o nome desse ser? _ Depende ué, qual é o seu nome? Pegou a coisa? Já percebeu quem ele é? Então tá bom! Vamos prosseguir.

E nas minhas meditações sobre a vida, em análises de minhas próprias experiências, comecei a perceber o quanto nós agimos contra nosso progresso. O quanto nós nos auto sabotamos e pior, defendemos nossos medos, justificamos nossas fraquezas, quando a única coisa que conseguimos com isso é nos arruinar, paralisar nossa vida e colher os frutos de uma vida chata e sem o sabor que gostaríamos de experimentar.

E fica sem sabor mesmo, visto que tudo precisa, pela lei do arbítrio, passar por nós e por nossa aprovação e escolha. O que estamos fazendo com nossos sonhos? Nas mãos de quem os deixamos? Do acaso? Destino? Ou pior, das pessoas? Assumimos uma postura fraca, de vítima das circunstâncias, prorrogando melhorias em nós que poderiam mudar nossa vida pra algo realmente significativo!

Perceba aí, quanta coisa você deixa escapar! A vida está dando o tempo todo novas chances, mas no ato da justificativa das fraquezas, do medo e da insegurança, é como se você desse um passo para trás e segurasse todas as coisas boas, impedindo-as de fluir. Você retrocede, não a Vida. Você amarela, Deus não. Você se impede de ir, não o Universo. Você se acovarda diante de desafios, diante do novo, diante de si mesmo e da educação que possui, mesmo sabendo e vendo que ela não te beneficia.

Ei, o que te impede de mudar? _ Ah, Vinícius, mudar é difícil! _ Mentira sua! Tudo no cosmos naturalmente se transforma, somos levados à mudança sem cessar, então “mudar” é algo que a Vida sempre irá favorecer. Difícil deveria ser viver essa vida sem cor que você se dá. Esse discurso é desculpa da sua parte para esconder sua covardia. O que você está fazendo é tapeando a si mesmo, para não ter que agir e amadurecer, porque sabe que para bancar tudo, precisará ser forte. 
É isso o que você não quer, ser forte, adulto e responsável por si mesmo. Diga a verdade: Eu estou errado? Estou falando alguma mentira aqui?

Porém, não percebe que o preço por essa vida na qual é submisso à “cabeça de bagre”, fica muito caro. Você suporta as melecas da vida que você cria e que vão contra sua natureza com tanta força, mas se nega a ser firme o suficiente para sustentar o seu espírito com seus ideais. E depois pergunta a Deus: Que mal eu fiz senhor? Por que minha vida não muda?

E eu respondo em nome dele: Porque você não quer mudar! O que você quer é que tudo fique lindo, para daí você caminhar. Poxa vida! É o contrário meu amigo. As pessoas deste mundo, pelo menos a maioria, acham que Deus tem a obrigação de fazer tudo. Desconsiderando o trabalho, o empenho e a dedicação com disciplina que se não houver não terá mudança!

_ Ah, Vinícius, mas será que eu vou conseguir? _ Olha aí você se acovardando de novo! Olha você defendendo seu medo, como se não houvesse em seu ser uma baita força. Você sabe que tem, mas prefere, porque lhe parece cômodo, fingir, simular o fraco, porque aí, nessa zona de conforto “eu posso culpar a Vida pelo meu fracasso”. Não é assim?

Zona de conforto falsa! Porque como pode ser confortável viver uma vida sem graça? Como pode ser confortável ter que lidar com sua frustração, com o dissabor de uma vida que não muda nem se renova e assistir de camarote seus planos lindos irem por água abaixo junto com o tempo que se passa? Meu amigo, você é eterno, mas a vida na Terra vai passar, já caiu a ficha? Vai esperar o quê pra enxergar isso? O sofrimento? As doenças? O desencarne? Vai esperar chegar lá do outro lado pra perceber que acabou com a própria vida?

Está valendo à pena sustentar a postura do “froxo” (a)? Está te levando aonde você almeja? _ Ah Vinícius, mas tudo tem sem tempo! _ Sim, concordo, mas isso não tira a sua responsabilidade sobre sua vida. Esse atraso é responsabilidade sua. É fruto da sua preguiça, da sua má vontade em encarar os seus monstros internos e fazer uma revolução mental.

Mas não, você prefere se sujeitar na ilusória ideia de que “estou esperando a hora certa”. Meu caro caia na real! É preciso ser forte, seu tempo de criança já passou. 

Pare de defender sua covardia e de assumi-la toda vez que se nega a agir em si mesmo e diante do mundo. É a sua vida que você está destruindo. São seus sonhos que estão sendo esquecidos e abandonados. É a sua realização pessoal e as experiências que você deseja que estão sendo negligenciadas pela sua atitude pobre de ir contra você, seja lá por qual motivo for. Nunca se justificará diante de Deus qualquer ação sua que te negue, que te oprima e que te desfavoreça.

E olha, você vai pagar o preço viu? Agradeça por poder ler isto aqui, é a sua chance de fazer diferente. Sem força, foco e fé não se muda nada. Sem determinação, disciplina e muita coragem, não é possível ir adiante numa experiência magnífica. Sem uns bons tapas na cara de vez em quando, na frente do espelho, do tipo “Ei você, acorde pra vida! Mexa-se”, não tem vida de sucesso. 

Pare de se destruir, pois se tem uma coisa que você não será jamais é fraco e nem desprovido de poderes. Você é tudo em si mesmo e Deus é tudo em você. E está na hora de usar isso a seu favor. Motive-se, anime seu coração e puxe de dentro de você a força necessária para ir em frente. Desafios? Todos nós temos. Mas, nenhum deles subsiste quando decidimos confiar em nós e trabalhar pelo nosso sucesso. 


Opiniões contrárias sempre encontraremos ao longo do caminho, porém, se você estiver firme em si mesmo nenhuma delas irá te abalar. Quando você quis, se levantou e fez tudo. E pode fazer de novo de der a si mesmo a motivação e os créditos necessários. Não tem nada que te faça desistir quando realmente você está em seu melhor. 

Seja Feliz,

Vinícius Francis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.