sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Novo Desafio: Sessenta dias de Gratidão



Hoje eu quero propor um novo desafio, terminamos há alguns dias nosso primeiro, que foi o “trinta dias de apreciação”. E pelo que pude perceber não somente em minha vida, como na de alguns leitores que realmente se comprometeram, houve sim, boas mudanças. 

Segundo os espíritos, e isso eu até já passei aqui, a nossa vibração precisa de pelo menos trinta dias de estado positivo para se purificar de resistências. E a primeira vez que eu ouvi isso foi pelos Abraham, cuja porta voz e canalizadora é Esther Hicks.

Mais tarde, ouvi isso também dos Elohim e em diversos “testes”, comprovei que há uma mudança na realidade após esse tempo de empenho positivo constante. Só que, muitos acham (eu também já achei) que após trinta dias tudo simplesmente vai acontecer, o carro novo vai surgir, o emprego dos sonhos, o namorado (a) perfeito (a), a casa tão almejada, a fortuna em milhões de dólares, etc. Olha, é possível que aconteça, claro que é!

Porém, quando isso não acontece, assim, imediatamente, a maioria larga e desiste. Porque, na verdade, essas pessoas estão unicamente comprometidas com o material, ou seja, entram nessa de lei da atração, autoconhecimento, espiritualidade apenas para melhorarem uma questão na vida que não se encontra muito boa. Só que, advirto (de novo) que é impossível acelerar a vibração e não provocar verdadeiras mudanças internas, simplesmente impossível.

Posso dar um exemplo fácil: Suponhamos que a pessoa queira ser milionária, aí ela deseja, convoca a energia e começa a praticar um estado de positividade. Feito isso há uma aceleração na energia dela, uma elevação na frequência. E essa nova vibração vai gerar mudanças, vai transformar toda onda magnética desse sujeito, mudando crenças, valores, padrões. Vai ensiná-lo a realmente ser visceral e magneticamente rico. E só então, quando isso acontecer, é que o dinheiro e as oportunidades virão. Entenderam? O que vai atrair os milhões é a energia da pessoa e não o simples desejo dela, o desejo convoca, mas ele, em si, não pode fazer tudo acontecer.

E se o indivíduo não estiver disposto a mudar, a se transformar, a crescer de verdade para então se tornar milionário, sem chance, não há manifestação. Porque uma pessoa rica precisa aprender uma série de coisas pra gerenciar sua fortuna, seus negócios (porque o dinheiro não vai brotar da Terra, ele virá de algum meio). Sem gerência o dinheiro acaba e tudo volta à estaca zero. Sem sabedoria não há progresso, é isso o que as pessoas precisam entender. E não há sabedoria sem crescimento, aprendizado, trabalho, estudo. Não quer? Tudo bem, largue, melhor voltar para as crenças românticas de que Deus dá tudo na bandeja.

O que se nota na maioria é isso, quer-se mudar de vida, obter tudo do bom e do melhor, mas não se quer crescer. Aí fica difícil né? Porque se a pessoa não deixa a energia que ela mesma convocou, de riqueza, trabalhar nela e mudar o que vibra contrário à sua manifestação, como é que vai ter mudança? Essa pessoa vai enriquecer? Não. E acabou, não tem conversa, pode ir rezar, fazer corrente e pendurar o santo de cabeça pra baixo que não vai prosperar. O Universo tem leis e sem agir respeitando-as e fluindo com elas, impossível ter o que se quer.

E entrando na proposta do texto, proponho um novo desafio, “sessenta dias de gratidão”. Falamos de apreciação no primeiro e recebi e-mails de pessoas perguntando se era pra pensar no que queria, se era pra visualizar e tal. E mais uma vez, aquele mesmo paradigma que citei há pouco, só se quer ter, mas sem aceitar “ser” antes e mudar internamente os padrões, não tem como alcançar o “ter”, a não ser através de magia negra. Aí já é outra história, que culmina num fim terrível.

Então, pra não ter confusão, vou explicar como funciona esse novo desafio: 
Você vai agradecer por tudo, e fará apenas isso. Vai levantar pela manhã e agradecer pelas coisas que estão em sua vida, pelo que você já tem. Durante o dia, sempre que você se deparar com algo que considera ser legal ou bom, irá agradecer por aquilo. E os seus desejos? E o que você ainda não tem? Fará a mesma coisa, vai agradecer como se já tivesse. E acabou. Lembrou de um grande sonho, agradeça por já ter. Aí surge a pergunta:

_ Ah, mas eu não tenho, como então vou agradecer por algo que ainda não tenho?

Se não mudar isso, nunca terá. Se não acreditar que já, sem chance, não vai manifestar e ponto final. Então gente, o desafio é esse, só agradecer e mais nada. Sem pedir, porque pedir é estar no “não tenho”. Sem ficar imaginando demais porque gera ansiedade, certo? Somente gradecer, só isso. E tem gente que vai me escrever dizendo que não entendeu. Por isso, vou explicar como que agradece:

Acordou e está se sentindo bem? Ótimo, diga: "Obrigado", "sou grato" ou "agradeço" (use o termo que quiser) pela minha saúde!
Ganhou um elogio de alguém? Beleza, diga: "Obrigado", "sou grato" ou "agradeço" por esse elogio!
O céu está azul, o dia está bonito? Ok, diga: "Obrigado", "sou grato" ou "agradeço" por esse dia lindo!

Mas, pelo amor de Deus, não é pra repetir igual reza, é pra agradecer e sentir a gratidão, sentir o Bem naquilo, certo? Pronto gente, é só isso. E escrevam pra compartilhar experiências comigo, essa troca sempre enriquece. Não tem erro, fácil de entender, não há necessidade de mais explicações. 

O desafio está lançado, desejo lindos sessenta dias de gratidão, a começar amanhã, dia 15, e frutos de excelência, em todos os sentidos!

Seja feliz e grato!
Vinícius Francis 

Um comentário:

  1. Muito bom!!! Gratidão hoje e sempre! Parabens pelo blog. Sucesso. Grato.

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.