quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Você quer prosperar?


Prosperidade é um assunto que mexe com todo mundo, afinal, quem não deseja ser próspero e conquistar uma porção de coisas boas? Entretanto, existem muitos comportamentos, crenças, ideias e valores internos que conflitam diretamente com a questão da prosperidade em nossa vida. Que agem como verdadeiros bloqueios energéticos que impedem o manifestar de bênçãos relacionadas à área financeira.

Claro que, se você é uma pessoa muito abençoada na maioria das áreas, normalmente não será tão lesado em outra. Eu digo isso porque quando estamos atravessando um conflito sério no setor financeiro, na maioria dos casos existem dificuldades em outros âmbitos. É o que chamamos de “efeito sombra”, o que seria uma deficiência energética e comportamental num determinado seguimento que se reflete diretamente na prosperidade.

A autoestima, por exemplo, é um deles, bem forte. Dificilmente uma pessoa vai atrair situações financeiras positivas e promissoras se a relação com ela mesma anda comprometida. Nossos comportamentos de auto sabotagem, desvalor e desrespeito a quem somos agem diretamente impedindo o desenrolar de oportunidades interessantes no setor de prosperidade financeira.

Porque o que você vai atrair depende da qualidade da vibração que emite e isso está ecoando ao Universo o tempo todo. É aí que pega. Não basta estar consciente de si mesmo e positivo por alguns meros minutos ao dia. É imprescindível que essa boa relação interior e o emitir vibrátil “elevado” seja mantido o maior tempo possível, mas isso só pode ser uma constante a partir do momento em que mudamos os nosso conceitos, pois são eles, que geram nossos estados energéticos. Tudo começa na forma como pensamos. E isso é sobre nós, sobre o mundo e seus componentes.

Porque o dinheiro, o sucesso financeiro, está ligado à relação ao ambiente, às pessoas. Então, não basta ter um bom conceito sobre si próprio, se o mesmo não estiver abrangendo o ambiente externo. Porque é na sociedade que “trocamos”, que exercitamos os mecanismos de prosperidade. Por isso, sem uma boa relação com o meio, certamente a produtividade de nossa energia quanto à prosperidade será baixa.

Ao pensarmos que somos a causa e a fonte que gera as situações, sejam boas ou ruins, temos a chance de desenvolver a auto gerência, que nos permite o equilíbrio, o autoconhecimento e a assertividade naquilo que realizamos, bem como no que desejamos conquistar. E quanto mais nos conhecemos e nos envolvemos em nosso mundo pessoal, com disciplina e reconhecimento rico de quem somos, mais “valor” cultivamos. E obviamente, o autovalor chama o que é de valor, dinheiro entra na jogada.

Reflita sobre isso neste dia, a relação que você tem consigo mesmo e a forma como lida com as coisas em seu ambiente, inclui-se também o respeito e a valorização do o que o outro produz, está determinando uma série de resultados em sua experiência. Se prosperidade é o padrão e posicionamento que começa dentro de nós, então, acho que é hora que repensarmos nas coisas e transformarmos nossa forma de crer e de se comportar no lado de dentro e fora.

É valorizando a si próprio, em profunda apreciação e reconhecimento funcional que melhoramos a qualidade de nossa energia. E ao levarmos isso para o mundo contribuímos com uma sociedade mais rica, abençoada e provida do melhor.

Seja próspero,
Vinícius Francis 

*Se você deseja conhecer os cursos e materiais disponíveis para ajudar em sua caminhada, inclusive o livro canalizado dos Elohins e o curso de seis semanas de estudo canalizado de Palas Athena, clique aqui http://os-filhos-da-alva.blogspot.com.br/2013/10/cursos-e-trabalhos-disponiveis.html e tenha mais informações. Dúvidas, me escreva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.