segunda-feira, 13 de maio de 2013

As Raízes do Preconceito



Preconceito é um tema polêmico e divisor de opiniões, mas está presente em nossa sociedade de várias formas. Vemos sua manifestação principalmente no âmbito social, cultural, religioso e político.

Quem nunca se deparou com atitudes preconceituosas?  Quem já não exerceu preconceito com relação a algo que julga como errado? Acho que no caminho de amadurecimento como seres humanos todos nós já praticamos ou sofremos algum tipo de discriminação. Mas, quando aprendemos as leis da vida, esse comportamento deve ser extirpado completamente.

Quem você se orienta pelo amor verdadeiro jamais tratará seu semelhante com descaso.  O juízo que fazemos segundo nossa ideologia é totalmente invasivo. O único julgamento válido que devemos realizar é o de nossa própria vida, pois ela nos pertence de verdade.

Porque o preconceito existe? Ele é a maneira de demonstrar nossa revolta ou discordância em relação a qualquer coisa, seja de um determinado gênero ou tendência, seja de cor ou religião, seja de escolha ou a da falta dela. O preconceito é o modo como exercemos nossa indignação. Esta se torna uma atitude pobre e imatura de tratar as pessoas como se fossem doentes ou anormais.

Se você é uma pessoa preconceituosa precisa urgentemente se libertar disso. 

Quem rejeita alguém por puro preconceito sempre sai no prejuízo, pois afasta ótimas oportunidades de crescimento com a convivência que teria com a diversidade.

Quem faz pré-julgamento dos outros se torna um ser humano aborrecido, indignado com tudo e todos. A revolta consome seus dias, as ideias sobre o que é certo impede que sua mente aceite as coisas como são, impede que veja o bem nos outros. Para esse indivíduo o tormento será inevitável.

Cabe a cada um ser o mentor de sua existência. Cabe a cada um respeitar as diferenças, que são normais em um mundo de múltiplas realidades. Podemos não concordar com algo, mas não podemos usar isso como modo de discriminação. Podemos discordar de certas opiniões, sem exceder nossos limites de tolerância com o outro.

Sempre há um jeito para impormos nosso ponto de vista sem ferir quem quer que seja. Basta para isso um toque de gentileza nas palavras e pensar antes de dizer as coisas, para depois não vir o arrependimento.

O preconceito existe porque fomos ensinados que existe a diferença entre o correto e o errado, todavia para cada ser vivo há sua própria verdade, seu próprio caminho.

Ame incondicionalmente e libere seu coração dessa atitude infantil. Ame sem cobranças e receba a gratidão das pessoas queridas que fazem parte da sua vida.

Paz e Luz,
Márcia Diniz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.