quarta-feira, 15 de maio de 2013

As leis da Vida na prática




Hoje ao invés de texto, com o objetivo de esclarecer as coisas a você, vamos fazer diferente, vamos fazer uma aula prática. Sim, uma aula prática, para você ver como funciona a coisa de mudar a vibração, de encaixar-se no melhor, de ficar no Bem.

Porque recebo emails e mensagens onde sempre percebo que as pessoas têm dificuldade com o negócio da prática. E eu considero isso bastante normal, afinal, na teoria tudo é sempre bem mais fácil. Entretanto, antes mesmo de começar a nossa aulinha prática, eu gostaria de saber se você, além de querer mudar de vida, está disposto a ter disciplina e boa vontade.

Porque nem adianta começar sem esses ingredientes que citei. Previno-te de que não vai dar em nada. Não existe nada em nossa vida que possa mudar sem boa vontade, disciplina e determinação. Você acha que em seu trabalho, seja lá qual for, tem jeito de conseguir realizar alguma coisa com excelência sem capricho e disciplina? E quando você está trabalhando, creio que procura fazer o seu melhor, estou errado?

E por que na hora de fazer por si, em sua vida particular, você tem tanta preguiça? A empresa em que você trabalha foi edificada em sete dias? Não. A sua casa onde você mora foi edificada em algumas horas? Não. A comida que você come foi preparada num piscar de olhos? Não. Então, meu caro, nada ocorre de uma hora para a outra, assim, como num passe de mágica.

As coisas da vida são com trabalho, mas, por favor, não associe trabalho a esforço , eu sei que fomos habituados a ver trabalho como algo exaustivo, difícil e chato. No entanto, a verdade é outra. Trabalho é edificação, empenho, exposição dos seus talentos e acima de tudo, prazer. E agora, se você realmente quer mudar sua vida, faça uso de muito trabalho. E trabalho constante.

Então, vamos lá: A primeira coisa é identificar o que você quer. Qual o seu desejo? Seu sonho? Quer ser rico? Quer uma casa nova? Um namorado (a)? 

Seja qual for seu desejo, é imprescindível que pense nele, com foco e concentração. Imagine o que você gostaria de ter bem aí, na sua mão, com você, agorinha mesmo.

Imaginou? Pronto, agora sinta a sensação de ter, mas deixe que isso preencha seu corpo todinho. Sentiu? Ótimo. 

_ Ah, mas esse processo criativo, eu estou careca de saber, Vinícius! 

_ E quem disse a você que acabou aí? Você acha que vai conseguir algo só fazendo isso? Se fosse apenas isso e você está careca de saber como se faz, já era pra você ter conquistado tudo, não é companheiro? E se está aqui lendo meu texto é porque ainda não conseguiu ou está em “processo de”, estou errado?

Pois bem, vamos continuar porque tem uma porção de gente pensando positivo, sentindo um monte de emoção de entusiasmo, saltitando por aí, mas que não está conseguindo “coisa” nenhuma. Porque tem mais! Ah, tem sim! E eu vou mostrar aqui. Depois desse princípio que fizemos (pensar e sentir) vem o “encaixar”. Eita que nesse a maioria se perde.

Onde você se encaixou? Onde você se colocou? Em que mundo você vive? 

Em resumo, quais as ideias que tem sobre a vida? Você está em equivalência com o que pede? 

_ Ah, lá vem o Vinícius falando grego!

Calma que eu vou falar bem claro pra você compreender? Qual é o seu nível de autoestima? O quanto você agradece durante seu dia? Quantas vezes você passa por cima de sua vontade para agradar outros? Você reclama muito? Vive vendo defeito em tudo e no mundo? Tudo está caro? Tudo é difícil? E os outros, está com medo do que eles pensam sobre você?

Tem jeito de eu ser mais claro que isso? Aposto como você está pendente em alguma coisa aí em cima. Não adianta “pensar bonitinho e sentir”, se não vestir no corpo a nova vibração. Cabeça e mente, sozinhas, não criam nada de consistente. 

Veja bem, os problemas que você tem hoje, para se tornarem reais, foram vestidos por você, em alguma época da vida. Sabe aquele drama que você faz quando vê o dinheiro acabando? Pois é, está vestindo a falta.

Sabe aquele desespero quando algo não está do jeito que você acha que deveria estar? Está vestindo o mal. Sabe aquele comentário que fizeram a você do tipo “Nossa, como você está brega” e que te deixou indignado? Está vestindo de novo!

Tudo para o qual que você dá atenção e permite agir no corpo, deixando fluir em seus membros, você ativa, cria e reproduz. A sua importância dada ao que não quer está puxando o que você não quer pra sua vida. ACORDE! Pare de dar força pra isso! Seja mais você. Fique aí dentro! Tome posse!

Pare de se deixar levar pela conversa dos outros. Das amigas, do marido (esposa), dos colegas de trabalho, dos vizinhos, da televisão, da religião. Poxa vida! Você dá mais créditos pra todo mundo do que pra você mesmo! E quer que a vida mude? Como vai mudar se você não dá poder? Tem jeito?

Fica aí pensando positivo, mas morre de medo de encarar a vida! Morre de vergonha de tudo. Vive cheio de vaidade querendo ser o lindo, o forjado, o falso e o bacana para a sociedade. Vive cheio de orgulho, de pretensão de ser o quem não é, sabotando sua alma pra satisfazer o mundo.

Amigo, preste atenção: Não tem como ir pra frente! Eu queria gritar no seu ouvido, mas não posso, então, grave bem: NÃO TEM COMO IR PRA FRENTE O QUE VOCÊ ESTÁ SEGURANDO! Não vai! Seja autêntico, positivo, na sua coisa, nunca na dos outros.

Dê créditos para o seu espírito, para as coisas que tem a ver com você. Cresça, assuma-se aí dentro e levante a cabeça, lave esse rosto abatido e vestido com o coitadismo e vista o seu poder. 

Você pode mudar tudo quando realmente acredita em si mesmo. Você é o transformador, o arquiteto da sua realidade, o poder executivo em seu caminho. Use, positive-se e seja forte, pois somente os fortes e decididos conseguem ter êxitos.

Dei meu recadinho e espero que você pegue e realize milagres em sua vida.

Seja Feliz,
Vinícius Francis




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.