sábado, 13 de abril de 2013

Elohins - Por que algumas crianças nascem doentes?



Porque algumas crianças nascem doentes ou com necessidades especiais?

Só se faz a pergunta: “Por que algumas crianças nascem doentes?” quando se acredita em doença. Pois quando se desconsidera sua existência, então, a pergunta se modifica.

E dentro disso, vamos falar sobre o que vocês chamam de doença e é claro, explicar o porquê disso acontecer a vossas crianças.

Primeiro: Vossas crianças, na nossa visão, são como seriam os vossos adultos em relação a vocês. É como se vocês, adultos, fossem as crianças e elas, os adultos.

E por que dizemos isso? Porque ao nosso ver e sentir, elas estão num estado muito mais pleno do que os adultos de vosso mundo. Estão mais lúcidas, não a respeito do conhecimento adquirido na vida terrena que vos transforma em pessoas “sociais”, e sim, como espíritos.

O que vocês realmente necessitarão ao emergirem novamente à consciência não física será muito mais o que carregam quando são crianças do que os inúmeros fardos, responsabilidades e “saber” que absorvem e possuem quando adultos.

De fato, já vos disseram que se não forem como crianças não entrarão no Reino dos céus e dizemos: O Reino dos céus é seu estado de plenitude, de pureza e de alcance vibracional. É seu estado mais nítido sobre si mesmo, mais claro, mais tangível a respeito de vossa essência e de vossa divindade. Nunca estiveram mais perto de quem realmente são do que quando eram crianças.

A maioria das resistências que vocês possuem quando adultos não carregavam quando crianças. No entanto, o que houve com vocês foi que se deixaram levar pelo contraste de ideias e crenças da maior idade. Deixaram-se contaminar pelas mentes dos adultos desencontrados de si mesmos e acabaram, em sua maioria, como eles.

Percebam que aqueles que se acertam com seu lado “criança” são os que mais se destacam em vosso mundo. Todos os que mantêm viva a essência de uma criança são aqueles que transformam sua existência, são aqueles que fazem de suas jornadas algo tão lindo e prazeroso quanto os sonhos que carregavam na infância.

Percebam isso, amigos! Vossas crianças são mestres! Elas estão aí para vos ensinar e por isso um adulto quando vira pai ou mãe, tem a oportunidade de resgatar aquela vibração pura, esquecida com o tempo. Por isso a maioria diz que ter um filho é completar-se!

E na verdade, ter um filho, quando se deseja ter, é regressar ao seu melhor estado, não regressão no sentido de andar para trás, mas de resgatar o que se esqueceu. Esqueceu, e não, perdeu. Porque o que compõe vocês pode ser temporariamente esquecido, porém, jamais perdido.

Vosso estado de pureza, felicidade, contentamento e alegria. Vosso estado de sonhadores numa perspectiva de possibilidade, esse é o vosso estado quando crianças. E quando vocês veem uma delas doente, por acaso a enxergam com esses olhos?

Não, vocês a enxergam com os olhos da vítima, da sofredora, quando na verdade vocês é que se sentem e se veem desta forma e não ela. Não desconsideramos o sofrimento físico gerado por muitos dos “problemas” de saúde enfrentados por muitos humanos. Entretanto, queremos levar vocês a uma visão diferente de como ocorre a situação.

Vejam as crianças que vocês dizem que sofrem com doenças “terríveis”. Olhem para elas! Encorajamos todos vocês a fazerem isso, a deixarem vossos olhares negativos de lado e apreciarem a criança que mesmo doente, sorri! Mesmo debilitada fisicamente, se alegra. Que mesmo sujeita a muitos tratamentos, considerados por vocês como “horríveis”, dolorosos e penosos, está agradecendo pela vida! Elas estão louvando o Universo por estarem vivas! 

Essas crianças passam uma mensagem positiva.

E sempre quando têm a oportunidade de falar para muitos através de uma entrevista, elas dizem: Seja Feliz! Seja grato! Ame seu próximo! Acredite em você e em seus sonhos! Não perca a fé!

Então, perguntamos a vocês: Elas são mesmo doentes? Ou elas estão aí nesse contexto, carregando as chamadas “debilidades” físicas para vos ensinar algo? 

Percebam que os seres humanos adultos que trabalham com crianças portadoras de necessidades especiais são muito mais lúcidos e felizes! 

Percebam que uma mãe ao ter um filho com tais necessidades se abre à Fonte de tal forma que recebe da criança um alinhamento que jamais receberia de um filho que para vocês, sob vosso ângulo, seria considerado “normal”!

E por que isso? Porque elas são especiais, não somente em suas necessidades, mas em sua vibração. Em sua capacidade de experimentar o contraste do problema e simplesmente nãos senti-lo de forma tão dolorosa. Em vivenciar o que vocês chamariam de “dor”, de fardo, de carma de uma forma estupendamente feliz e agradecida. 

Elas são especiais porque decidiram nascer e experimentar essa situação, não para quitarem uma dívida de alguma vida passada. Não para aprenderem a viver através da dor e com isso comover as pessoas em redor, não. Foi justamente pelo contrário de tudo o que vocês esperam ou acreditam quando as visualizam em seu aparente “desafio”. 

Elas nasceram porque queriam mostrar a vocês como conseguem ser felizes na adversidade. Nasceram para mostrar a vocês que nada pode vos impedir de serem felizes quando realmente querem.

Nada pode vos separar da Fonte quando decidem se manter conectados a ela de uma forma pura. Elas dizem, inconscientemente, na grandeza do espírito que possuem: Vejam, amigos que se consideram “normais” e “saudáveis”, nós, crianças portadoras de necessidades especiais ou como vocês adoram chamar de “doenças” ou anomalias, viemos até aqui, assumimos esses corpos de carne e em nosso estado de crianças, não possuímos a cultura, a ciência que vocês possuem ou dinheiro, o acesso à vida, a liberdade de ir e vir. 

Não possuímos casas, carros, bens, dinheiro, empregos, carreiras e de fato, nosso estado “especial” nos impede de ter essas coisas. Todavia, viemos aqui para dizer-vos que somos, mesmo sem tudo isso, ricamente felizes! 

Encontramos um meio, mas um meio interno de sermos realmente felizes e não precisamos bater a cabeça como vocês fazem! Não precisamos ter para ser, porque já somos. Não precisamos conquistar para nos sentirmos válidos, não precisamos de aplausos para nos sentirmos aprovados. Não precisamos nos ver esteticamente “perfeitos” para nos sentirmos lindos. 

Nós encontramos um meio melhor e mais fácil do que os que vocês inutilmente utilizam, descobrimos e assumimos que somos a pura conexão com a Fonte e escolhemos nos manter conectados por livre e espontânea vontade. 

Porque nós somos o que somos e não necessitamos de “nada” para “ser”. 

Somos porque simplesmente somos. Nós estamos em nosso melhor, porque na ausência de todas essas loucuras, que vocês consideram indispensáveis, encontramos o caminho mais curto, o caminho mais prazeroso e compensador. 

Somos simplesmente felizes e isso nos basta e esperamos que ao nos verem assim, não lamentem por nós, não chorem, não sintam pena. Ao invés disso, esperamos que ao olharem para nós, simplesmente aprendam e descubram a verdadeira arte de ser feliz.

Nunca houve, em todas as nossas respostas através de nosso canal, palavras como estas. Haja luz!

Elohins através de Vinícius Francis

2 comentários:

  1. Que profunda e reveladora essa mensagem! Agora podemos enxergar as crianças com necessidades especiais como verdadeiros mestres da arte de ser feliz! Grata Elohins, por mais uma elucidação surpreendente!

    ResponderExcluir
  2. Vinícius Francis13 de abril de 2013 13:55

    Amados mestres Elohins, cada experiência vivida junto à sua vibração é algo singular em minha vida. Sou imensamente grato por poder transmitir essas palavras ao mundo. Grande emoção e interação com a Fonte no momento em que juntos, traduzimos tudo isso e enorme prazer e alegria em ler o que está escrito. Sou abençoado, sou agraciado por fazer parte deste trabalho que é pura luz!!!!

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.