segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Agentes da expansão



Aqueles que convocam as boas essências, os bons sentimentos, convocam também as boas coisas. As boas coisas compõem a vida daqueles que se dão os melhores sentimentos. As bênçãos da vida, as bênçãos mais ricas são derramadas sobre aqueles que são ricos em sua forma de expressar os sentimentos.

A necessidade de uma vida alinhada vai além da manifestação das coisas que desejam, essa necessidade vem de dentro. Todos vocês têm a necessidade de se sentirem felizes, essa é a única necessidade que vosso espírito possui.

A alegria de contemplar o brilho e a beleza de um céu azul, contagiar-se no doce canto de um pássaro, envolver-se na magia sublime do amor, deixar-se levar pelo entusiasmo desmedido, aquele que faz o coração pulsar forte. É disso que necessitam, todos vocês buscam por isso a vida toda e somente por isso.

A alegria de viver mostra-se nas emoções que vocês sentem e não nas conquistas materiais porque as conquistas materiais somente se mostram importantes se causam em vocês a emoção mais feliz.

As emoções felizes, elas sim devem ser o foco diário de todos vocês. Deixem-se levar por elas, acreditem nelas e saibam que elas têm o caminho mais rápido, mais pleno e mais satisfatório para vocês. As emoções mais felizes guardam a essência vibratória das conquistas que todos desejam. Se soubessem disso, cultivariam a arte de se entusiasmar todos os dias e fariam disso sua meta central.

Imaginem a vida como uma colheita, como um grande campo de colheita de flores, cada flor representa uma experiência física manifesta, uma experiência que gostariam de ter. Lembrem-se disso quando entenderem essa ilustração. Quando aproximam-se da flor desejada, apreciam sua cor, seu formato, seu perfume e a colhem alegremente! Percebem a emoção gostosa que sentiram quando assim o fizeram?

Notem que logo após colher a primeira flor desejada, vocês a guardam num cesto debaixo do braço e seguem em busca de novas flores! Bem, se o que desejassem de fato se resumisse à flor em questão, cessariam a colheita e iriam embora. Mas não, vocês seguem a colheita em busca de novas flores porque embora belas e contagiantes, elas não podem por si satisfazer vossa alma. Porém, o sentimento eufórico, a alegria de colhê-la, a felicidade no ato de tornar aquilo real é o que faz com que você se sinta pleno.

Assim é com tudo o que desejam. Por melhores que sejam as coisas e atraentes aos olhos, o que buscam de fato é a sensação de felicidade e de entusiasmo que se esconde naquela experiência. Tanto é verdade que logo após conquistarem algo, já fixam o olhar e a atenção numa nova coisa!

E por que o fazem? Por que nunca estão satisfeitos? Talvez, mas como estar satisfeito da felicidade se quanto mais dela se sente e se vive, mais dela se quer? Como estar satisfeito do alimento do espírito? A felicidade é o alimento do espírito. Sabiam disso?

Vocês não ficam satisfeitos do alimento físico só porque em um dia se fartaram dele, não é? Assim também é com a felicidade e a alegria. Todos os dias, vosso espírito necessita desses sentimentos e desse bem estar pra ser pleno. É uma constante busca, é uma eterna odisseia em busca da felicidade. Ela não é um objetivo a ser alcançado, nem tão pouco um troféu recebido como recompensa, ela é simplesmente o caminho.

Sem o caminho não há a chegada. Sem atravessar o caminho, a chegada não terá sentido, pois é somente no caminho que conhecemos o valor da chegada. E qual é a chegada? Não há! Quando chegarem lá, haverá outro extenso e belo caminho vos convidando a seguir adiante. Quando alcançarem seus objetivos ainda estarão incompletos e isso é divino, pois é na incompletude que a completude plena do espírito se estabelece e é na constante busca e vivência da felicidade que ela se torna real.

Não há objetivo, há somente caminho! Mas gostamos de vos mostrar objetivos, porque ao seguirem pelo objetivo, vocês aceitam trilhar o caminho. E quando finalmente alcançam seu objetivo, percebem que a grande alegria foi trilhar o caminho! 

Sempre irão querer mais! Isso é natural de vosso espírito!

Sempre seguirão adiante! Sempre haverá novos horizontes! A vida é um convite de prazer e alegria sem fim. Aceitem esse convite agora e celebrem a felicidade e o entusiasmo de simplesmente estarem vivos. Quando assim o fazem, tudo o que vocês chamam de objetivos e boas conquistas vos seguirão e se ajuntarão a vocês porque o segredo da energia da vitória é esse, a felicidade e alegria sem fim. Pois aquele que tem o dom de premiar-se com isso, é merecedor eterno de todas as coisas que compõem sua natureza de felicidade.

Busquem ser esse agente da expansão. Busquem isso! Procurem pelo ser interior feliz e constante na alegria. Porque quando o encontrarem, terão encontrado o tesouro escondido em vós e venderão tudo para possuir esse tesouro, pois sabem que a riqueza vivida desse tesouro vos confere agora cem vezes mais de tudo aquilo que desejam ter. Aquele que é, por natureza divina, "já tem". E aquele que possui o tesouro da felicidade tornou-se possuidor da realização de todos os sonhos. Porque agora, neste momento, ele já vive a essência de tudo o que aparentemente procura! Haja Luz em vós!

Elohins por Vinícius Francis

2 comentários:

  1. Os caminhos que levam à felicidade fazem parte de um método gradual de crescimento íntimo, cuja prática só pode ser exercitada pausadamente, pois a verdadeira fórmula da felicidade é a realização de um constante trabalho interior.

    ResponderExcluir
  2. A felicidade está em toda parte, em cada ato e experiência bem aproveitados, lindo texto!

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.