terça-feira, 7 de junho de 2011

A Pureza da verdadeira Fé




A essência da sabedoria reside dentro de nós assim como todas as coisas que desejamos, basta ativar em nós a nossa própria essência para que todo o resto se manifeste.

Nós somos a consciência que cria aquilo que vocês chamam de realidade física e estamos bem a par de como se dá esse processo e nosso desejo maior é que saibam que isso ocorre a partir do não físico, ou seja, a partir dos planos da idéia, ou quando vocês chamam de imaginação também é válido.

Pois a imaginação consiste em dar forma ao que ainda não tem forma. 
O sentimento é apenas uma onda vibratória, não possui forma específica. Contudo o poder da imaginação existe para que a essência da vibração tome uma forma.

Quando pensam fortemente, ativam em vocês a emoção e quando sentem fortemente a emoção ativam em vocês a imaginação que é a junção do pensamento comandado pelas ondas magnéticas da emoção.

Imaginar, como dissemos, consiste em dar forma, forma específica a algo que desejam que seja real e sabem por que vossas crianças adoram brincar de imaginar? Porque intimamente sabem que imaginar emocionalmente trata-se de criar, dar vida e forma ao que não se vê, mas se pode sentir.

Antes de entrarem em seus condicionamentos mentais adquiridos através da educação social que recebem vocês são muito mais plenos.

Vocês são capazes de acreditar em conto de fadas, em história de faz de conta, enfim, vocês são capazes de sustentar um final feliz e fazem isso quando brincam e se divertem. Para aqueles que são puros, os problemas que hoje vocês têm não são vistos como problemas, mas como situações que não querem nem dar importância.

Vocês já viram uma criança falando dos problemas da vida? Não, vocês não vêem isso, vocês as vêem brincando e dedicando seus sentidos físicos a criar, imaginar e sonhar com coisas que lhes são agradáveis.

É isso que vocês perdem quando se tornam adultos, vocês perdem a arte de criar através da imaginação e da emoção. Porque não estamos falando de crenças aqui?

Acaso uma criança sabe o que é isso? Acaso ela realmente precisa saber o que é crença uma vez que ela sustenta em seu coração a magia da vida? Ela não necessita saber o que é crença porque sem perceber ela já vive a plenitude de acreditar sempre. Um ser que crê na realidade da fantasia como papai Noel e coelhinho da páscoa, não precisa se educar quanto à crença, pois sustentar a ideia de que há um velhinho que voa em um trenó que é conduzido por antílopes que nem sequer possuem o dom de voar é de uma fé enorme, não concordam?

Os humanos adultos e saturados por essa vida sem sentido e com gosto ruim contestariam nossas palavras hoje e diriam: Não podemos deixar que nossas crianças creiam nessas histórias sem fundamentos e sem fins de realidade verdadeira. Mas nós diríamos e perguntaríamos: 

Acham melhor ensinar vossas crianças o condicionamento mental e emocional? Acham mesmo que é melhor que elas acreditem numa realidade de luta, dificuldade e sofrimento na dependência de um ser divino que de divino não possui nada além do próprio nome, ao invés de permiti-las crer que podem voar mesmo quando não têm asas?

Acreditam que a educação racional e materialista da sociedade decadente pode realmente ser melhor que a história do papai Noel? 

Sentimos que não e vivemos mais na realidade do bom velhinho do que na realidade física de vossa humanidade. Acreditar que o presente amavelmente vos será dado pelo bondoso senhor que anda sobre o impossível, sobre o improvável e sobre as leis da física é algo extraordinário para nós.

Acreditar que uma só pessoa pode ao mesmo tempo premiar toda a humanidade nas condições impossíveis a que se apresenta é um ato tremendo de fé e confiança. Nunca se perguntaram o porquê do bom velhinho premiar somente as crianças, mas vamos revelar:

O bom velhinho só premia as crianças por que elas são as únicas capazes de acreditar que ele existe e que ele pode dar a elas aquilo que elas desejam receber, embora nunca saibam onde e nem como ele fará para dar a elas o que elas desejam. Isto não é fé?

Essas histórias foram dadas a vocês por nós, seres que vos assistimos daqui, da essência vibratória do “Um” para que compreendam a arte de viver. São histórias que constantemente desafiam todas as vossas crenças, provas científicas, noções de lógica e realidade e isso nos é proposital, porque a verdadeira fé não se baseia em lógica e nem em estatísticas, mas apenas em confiança.

Confiança de que o “Tudo” se encarrega de dar o seu presente por meios que vocês nem conhecem, no entanto ele chegará muitas vezes de forma lógica, humana e natural para vocês que é através do trabalho. Como também chegará para aqueles que cultivam a arte de ter fé através da impossibilidade de um trenó que voa dirigido por antílopes que nem deveriam estar voando.

E o que desejamos que saibam é que para aquele que tem fé, não importa se o antílope voa ou não, não importa se o bom velhinho de fato existe ou não e nem tão pouco se o trenó pode ou não voar, porque para ele não existe o improvável, o impossível e nem o ilógico, pois na pureza de sua intenção e fé tudo lhe é concebível, até que os antílopes voem! Pois para o que crê, tudo é possível!

Escolham abrir-se para a crença no improvável e do definido aí como impossível, porque é no impossível e no improvável que estão o real sabor da vitória! Haja luz em vós!

Elohins por Vinícius Francis

Um comentário:

  1. A pureza da alma é a chave para a realização plena, sermos novamente como crianças é algo fantástico, cultivarmos a alegria da diversão, da fé em coisas inusitadas, isso é maravilhoso.
    Linda mensagem!

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião ou pergunta.